Selecione a página

Polícia faz reconstituição de assassinato de PM

Os três acusados do crime participaram e indicaram o local onde o cabo PM Mathias foi morto a marretadas

Polícia faz reconstituição de assassinato de PM

O trabalho da Polícia Civil visando esclarecer as circunstâncias da morte do cabo da Polícia Militar Elias Mathias Ribeiro, na madrugada da última terça-feira (4), teve prosseguimento na manhã dessa sexta-feira (7). Policiais militares, civis e do Instituto de Criminalística fizeram a reconstituição do caso, na residência da namorada do PM, onde o bárbaro crime foi cometido.

Além dos policiais, os três acusados do assassinato, Jaciane Maria , Larissa Marques e Genivaldo Silva, também participaram da reconstituição feita na casa de Jaciane, localizada no bairro Jardim Vitório De Santi. Para a polícia, Jaciane relatou que a filha Larissa apenas teria buscado o tio na intenção de assustar o PM e ajudou a carregar o corpo, mas nega que ela tenha participado do homicídio. Já Genivaldo alegou que matou o cabo Mathias a pedido de Jaciane com vários golpes de marreta na cabeça, enquanto ele dormia.

Jaciane contou que o corpo do namorado foi levado por ela no carro dele até o canavial, onde foi incendiado. Genivaldo e Larissa foram até o local no carro dela que foi usado pelo trio na volta para casa. O Ford/Ecosport de Larissa foi apreendido pela polícia.

Para o delegado da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), Dr. Fernando Bravo, o crime que teve motivação passional foi premeditado pelo trio que segue preso. Jaciane e Larissa estão detidas temporariamente na cadeia de Santa Ernestina. Já Genivaldo está preso no Anexo de Detenção Provisória (ADP) de Araraquara.

Enterro
O velório de Mathias será realizado neste sábado (8), às 7h30, na Funerária Sinsef. O enterro está previsto para ocorrer às 10h30, no Cemitério São Bento.

 

O carro de Larissa usado no crime foi apreendido pela polícia

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade