Selecione a página

Polícia Civil prende terceiro envolvido na morte de PM

O pedreiro Genivaldo da Silva foi detido nesta manhã (5), em uma casa do Jardim Cruzeiro do Sul

Polícia Civil prende terceiro envolvido na morte de PM

O pedreiro Genivaldo da Silva, de 54 anos, foi preso na manhã desta quarta-feira (5) pela equipe da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Araraquara. Ele é acusado de matar a marretadas o cabo da Polícia Militar Elias Mathias Ribeiro, de 49 anos, na madrugada dessa terça-feira (4), na companhia da sobrinha, de 40 anos e da filha dela, de 22 anos.

De acordo com o delegado da DIG, Dr. Fernando Bravo, o acusado que estava foragido desde ontem, foi preso nesta manhã em uma casa localizada no bairro Jardim Cruzeiro do Sul e não ofereceu resistência. Ele foi conduzido para a DIG, onde presta depoimento.

As duas mulheres que também participaram do crime foram presas na tarde dessa terça-feira (4), em uma casa do Jardim De Santi II. Mãe e filha planejaram a morte do policial militar depois que descobriram um vídeo íntimo onde ele mantinha relações sexuais com a filha mais nova, de 20 anos. O cabo PM que namorava a mãe das duas jovens, foi morto com golpes de marreta na cabeça, dadas pelo tio da mulher, de 40 anos. Em seguida, os três levaram o corpo da vítima em seu próprio carro até um canavial e colocaram fogo no veículo.

As duas acusadas foram ouvidas ainda nessa terça-feira (4) e o delegado solicitou a prisão preventiva delas. Já Genivaldo deve ser recolhido ainda hoje para a cadeia.

A irmã mais nova também foi ouvida na manhã de hoje na DIG e, em seguida, liberada, pois não há indícios da participação dela no homicídio.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade