Selecione a página

O descanso do Avallon

José Augusto Chrispim

A noite dessa quinta-feira (20) foi de despedida para a equipe do Canil do 13º Batalhão da Polícia Militar. O cão K9 Avallon prestou seu último serviço como policial militar participando de uma festa alusiva ao Natal, na cidade de Borborema, onde fez a alegria da população local e, muitas vezes, roubou a cena do ator principal, o Papai Noel. A ocasião foi escolhida para que Avallon retirasse seu colete tático pela última vez.

Para os policiais do Canil PM de Araraquara, Avallon foi um grande companheiro dos últimos anos que, desde filhote, teve sempre como marcas principais a docilidade e o faro apurado. Essas características colaboraram para a detecção de drogas, muitas vezes em locais inusitados, dando prova material para a retirada de circulação de inúmeros marginais. Os policiais relatam que, durante as abordagens, o companheiro de quatro patas, sempre impôs medo aos meliantes abordados, garantindo a segurança da equipe. Porém, o mesmo olhar sagaz do predador transformava-se em dócil diante de crianças, pessoas de bem e demais policiais, assim sendo, conseguia conquistar a todos.

Odiado pelos traficantes, a quem deu grande prejuízo durante os quatro anos de serviço na PM, o cão é admirado pelas pessoas de bem.

 

Lord

Durante as varreduras contra drogas, o K9 tinha sempre um jeito especial e diferenciado de indicar a presença das mesmas, fato que lhe rendeu o apelido de Lord.

“Lembro-me daquele filhote no fundo do boxe, tímido, chegando a ser rejeitado por seu olhar dócil, como sempre, conquistou-me e transformou-se nesse gigante, não por feitos miraculosos, mas pela lealdade. Mas um probleminha físico, e com a nova restruturação dos canis na busca por um plantel de qualidade total, foi determinada a sua reforma antecipada. Gostaria que seu último serviço fosse com uma ocorrência de faro, mas ao contrário, foi alegrando as crianças. Fiquei muito feliz. Agora, ele passará aos cuidados de um policial do nosso batalhão e, com certeza, em breve será parte de sua família. Ao meu companheiro, Lord Avallon, minha melhor continência”, disse o cabo PM Donofre à reportagem com lágrimas nos olhos.

 

Aposentadoria antecipada

Visando seu bem estar, a reforma antecipada do Avallon se deu devido a uma pequena displasia coxo femural. Embora com apenas 4 anos, sendo que o normal de trabalho são 8 anos, o Comando de Choque, através da divisão veterinária, optou por sua saída.

 

Reposição

De acordo com a Polícia Militar, não haverá déficit nas operações de faro de drogas com a saída de Avallon, pois a equipe está muito bem representada pelos cães Holly, Ares, Maus e Billy.

 

Descanso do guerreio

Depois de prestar importantes serviços à população paulista e, principalmente de Araraquara e região, o guerreiro de quatro patas vai agora para a casa de um policial, onde poderá, enfim, descansar.

 

Últimos Vídeos

Carregando...

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade