Selecione a página

Nos pênaltis, Ferroviária é eliminada da Série D

A participação da Ferroviária no Campeonato Brasileiro da Série D de 2019 teve fim na tarde deste domingo (23) no Estádio Albino Turbay, em Cianorte-PR, onde a equipe araraquarense empatou sem gols com o Cianorte pelo jogo de volta do mata-mata da segunda fase e acabou derrotada nos pênaltis por 4 a 3.   O […]

Nos pênaltis, Ferroviária é eliminada da Série D

A participação da Ferroviária no Campeonato Brasileiro da Série D de 2019 teve fim na tarde deste domingo (23) no Estádio Albino Turbay, em Cianorte-PR, onde a equipe araraquarense empatou sem gols com o Cianorte pelo jogo de volta do mata-mata da segunda fase e acabou derrotada nos pênaltis por 4 a 3.

 

O jogo

A primeira oportunidade de gol da partida foi criada aos 4 minutos, quando o afeano Cristian cruzou para Léo Castro, que finalizou, mas parou no desvio da zaga. Aos 16, o Cianorte levou perigo com um chute de Wesley que foi defendido pelo goleiro Gabriel Leite em seu canto direito.

Aos 23, Léo Castro se aproveitou da saída errada do Cianorte, avançou e arriscou da entrada da área, mas o goleiro Bruno defendeu em seu canto direito. Aos 35, após uma dividida na área, a bola pegou efeito e acertou o travessão de Gabriel Leite. Aos 41, Léo Castro voltou a arriscar da entrada da área, mas a bola passou muito perto do ângulo.

A Ferroviária voltou com o estreante Roberto no lugar de Cristian e foi Roberto que quase marcou aos 3 minutos, quando arriscou um chute rasteiro de longe e obrigou o goleiro a fazer a intervenção em seu canto direito. A Locomotiva criou uma boa chance de abrir o placar aos 14, quando Hygor arriscou de fora da área, acertou a trave esquerda do goleiro Bruno, que ainda viu Léo Castro dividir e acertar a trave direita.

Aos 43, a Ferroviária quase fez o gol com Raniele, que aproveitou cruzamento em cobrança de escanteio para cabecear de frente para o gol, mas a bola passou raspando a trave. Dois minutos depois, em cobrança de falta para o Cianorte, Frontini cabeceou e parou em Gabriel Leite. Aos 47, o goleiro afeano fez uma bela defesa em um chute de fora da área de Tom.

 

Derrota nos pênaltis

As três primeiras cobranças de cada lado foram convertidas com muita eficiência. Léo Castro, Roberto e Dedê Costa marcaram para a Ferroviária, enquanto Tom, Frontini e Weriton converteram suas cobranças para o Cianorte.

Mas na quarta série de penalidades, o afeano Raul bateu à meia altura e parou na defesa do goleiro Bruno. Na sequência, Rodrigo Alves marocu o gol e colocou o time da casa na frente. Na quinta série, o goleiro Gabriel Leite foi para a cobrança e chutou para fora, encerrando a decisão, que terminou com o placar de 4 a 3.

 

Sequência da temporada

Agora, a Ferroviária volta suas atenções para a disputa da Copa Paulista, onde tem sua estreia marcada para a próxima quarta-feira (26), às 19 horas, contra o Mirassol no Estádio José Maria de Campos Maia, em Mirassol.
Por conta de sua boa campanha no Paulistão de 2019, a equipe araraquarense já possui vaga assegurada na Série D de 2020. Assim, caso a Locomotiva venha a conquistar o título da Copa Paulista, optará pela disputa da Copa do Brasil.

 

FICHA TÉCNICA
CIANORTE-PR 0 x 0 (4 x 3) FERROVIÁRIA
Local: Estádio Albino Turbay, em Cianorte-PR;
Data/Horário: Domingo, 23 de junho, 16h;
Arbitragem: Christiano Gayo Nascimento (DF), auxiliado por José Reinaldo Nascimento Júnior (DF) e Daniel Henrique da Silva Andrade (DF);
Cartões amarelos: Maurício e Rodrigo Alves (Cianorte); Dedê Costa e Caíque (Ferroviária);

CIANORTE – Bruno; Weriton, Breno, Maurício e Willian; Gercimar, Calabrês (Guioto), Tom e Filipe Ramón; Wesley (Frontini) e Madalena (Rodrigo Alves). Técnico: Bolivar;

FERROVIÁRIA – Gabriel Leite; Marcos Ytalo, Raniele, Luis Felipe e Arthur; Daniel, Clayton (Caíque), Cristian (Robeto) e Dedê Costa; Hygor (Raul) e Léo Castro. Técnico: Vinicius Munhoz

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade