Selecione a página

Mutirões contra a dengue prosseguem até abril

Mutirões contra a dengue  prosseguem até abril

A exemplo dos dois sábado anteriores, a Prefeitura realizará mais um mutirão de combate à dengue no próximo sábado (16) para recolhimento de materiais descartáveis que possam servir de criadouro do Aedes aegypti, o causador da dengue. Os bairros atendidos serão divulgados em breve.

Os mutirões seguirão até o mês de abril em Araraquara e podem ser estendidos para outros sábados subsequentes caso a programação não atingir todas as regiões da cidade.

O gerente de Controle de Vetores da Secretaria Municipal de Saúde, Luiz Eduardo Tagliacozzo, enfatiza a importância deste serviço e o trabalho conjunto entre a Prefeitura e a população.

Luiz Eduardo reforça a recomendação: “O morador tem que retirar dos quintais tudo o que pode servir de criadouro do mosquito da dengue, como restos de material de construção – vaso sanitário ou pia, que acumulam água -, ou antigos bebedouros de animais. Tem que colocar tudo na calçada para as equipes do mutirão recolher”.

A cada sábado, 300 pessoas atuam no mutirão, formando equipes, que contam com vinte caminhões em operação, além de outros cinco caminhões de reserva, para recolher os materiais descartáveis.

 “Insistimos nesse detalhe: é preciso que o morador verifique se o que está no seu quintal tem, de fato, alguma utilidade prática. Se não tiver, é preciso descartar, porque este período (de chuvas) é muito crítico, é de proliferação do mosquito Aedes por conta das altas temperaturas e da umidade registradas na cidade”.

Ainda segundo Luiz Eduardo, somente com essas operações será possível eliminar o mosquito para interromper a transmissão da doença na cidade.

Força tarefa

Vale destacar que além das residências particulares, os mutirões também passam por residências comerciais e quintais sujos e abandonados, que exigem os mesmos cuidados em se tratando de materiais descartáveis que precisam ser recolhidos.

São os casos de oficinas mecânicas, por exemplo, principalmente as que detêm pneus velhos em seus interiores. “Os agentes de combate aos criadouros fazem uma varredura geral em todos os locais que tenham materiais inservíveis e que podem servir de criadouros”, reiterou o gerente de Controle de Vetores.

Tagliacozzo ainda ressaltou que, conforme a mídia tem destacado, 80% dos criadouros do Aedes aegypti são encontrados pelos agentes no interior de imóveis habitados, ou seja, com moradores.

 “Por isso é muito importante a colaboração do morador para com as equipes também durante os mutirões. Faça esse papel de fiscalizador do seu imóvel, principalmente em relação ao material que não usa mais e que precisa ser descartado”, reiterou.

Últimos Vídeos

Carregando...

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade