Selecione a página

Músico sertanejo que matou ex é condenado a 30 anos de prisão

‘Marquinhos’ assassinou Camila Lourenço com várias facadas em abril de 2018

Músico sertanejo que matou ex é condenado a 30 anos de prisão

José Augusto Chrispim

O cantor sertanejo Antônio Marcos Bueno, de 36 anos, foi condenado a 30 anos de prisão no regime fechado nesta terça-feira (1) no Fórum de Araraquara. O cantor que é acusado de matar com várias facadas a ex-companheira, Camila Lourenço, de 32 anos, foi julgado pelo júri popular.

Marquinhos, como é conhecido, já está preso desde o dia do crime ocorrido em 9 de abril de 2018, quando foi preso em uma casa abandonada na região da Vila Xavier. Ele aguardava pelo julgamento há 1 ano e 2 meses e, agora, depois de sete horas de julgamento, teve sua pena determinada pelo juiz José Roberto Liberal, que acatou as acusações de feminicidio, motivo torpe e meios cruéis.

O crime

Antônio Marcos Bueno foi preso em flagrante na noite do crime e, na Delegacia da Mulher, alegou que não tinha a intenção de matar a ex-companheira, ‘somente de assustar’. Em depoimento à Polícia Civil, Marcos relatou que no dia do crime, a vítima foi até a casa de sua mãe, local onde ele estava morando, para terminar o relacionamento, porém, os dois acabaram discutindo e, em dado momento, passaram a se agredir mutuamente. Durante a briga, o casal teria caído no chão e ele a teria atacado com uma faca que estava em seu quarto.

Na época, ele foi questionado sobre qual seria o motivo dele manter uma faca em seu quarto, mas ele não soube responder. “Foi em um momento de bobeira que eu peguei a faca e desferi vários golpes contra ela. A intenção não era matar, mas só assustá-la”, disse.

A defesa de Marcos persistiu com a tese de legítima defesa, que não foi aceita pelo juiz.

Ao todo foram 22 perfurações que atingiram a barriga, ombros e costas da vítima.

Motivação

Ainda de acordo com relato do acusado na época, a motivação do fim do relacionamento seriam as brigas “por causa das amigas dela”. Marcos demonstrou em depoimento ter ciúmes das amigas de Camila, que seriam a causa das discussões entre os dois.

Reincidente

O cantor já tinha passagem criminal por violência contra uma mulher com quem teve um relacionamento na cidade de São Paulo. Na época, ele chegou a ser preso com base na Lei Maria Da Penha, mas foi solto e voltou para Araraquara.

A defesa deve recorrer da sentença. Agora, ele deve cumprir sua longa pena na Penitenciária de Araraquara.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade