Selecione a página

Homem e mulher de Araraquara são apontados como assassinos de travesti

Corpo de Bruna foi encontrado às margens de uma estrada de São Carlos

Homem e mulher de Araraquara são apontados como assassinos de travesti

Policiais das Delegacias de Investigações Gerais (DIG) de São Carlos e Araraquara conseguiram esclarecer o assassinato da travesti Bruna Torres nessa segunda-feira (23). As equipes cumpriram mandados de busca e apreensão, expedidos pelo Juiz da 3ª Vara Criminal, em casas localizadas nos bairros Jardim Imperador e Vila Furlan, em Araraquara.

O corpo de Bruna foi encontrado com as mãos amarradas e com sinais de violência, no domingo (15), às margens da Rodovia SP-215, em São Carlos. Para a polícia, Bruna foi morta em uma pensão localizada na Rua Guarani, na Vila Furlan, em Araraquara. O local hospeda profissionais do sexo do gênero travesti.

Peritos criminais fizeram buscas no local, onde encontraram manchas de sangue em vários cômodos da casa, além de uma colcha com sinais aparentes de crime.

Os dois suspeitos são uma cafetina que seria a proprietária da pensão, conhecido como “ Tamy” que, na verdade se chama Tiago Augusto Chiarelli, de 30 anos, e o companheiro dela Caio Augusto Rodrigues Oliezer, de 25 anos. O crime teria sido motivado por uma dívida de R$ 800,00 que a vítima tinha com o casal.

A Polícia Civil pediu a prisão preventiva dos acusados, que se encontram foragidos. A polícia segue com as investigações e deve prender os dois em breve.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade