Select Page

Gestora destaca importância do “Territórios em Rede”

Gestora destaca importância do “Territórios em Rede”

A gestora do programa “Territórios em Rede”, Celina Garrido, falou na terça-feira (7), em entrevista ao programa ‘Canal Direto com a Prefeitura”, da importância das ações articuladas entre secretárias municipais para atender famílias em situação de vulnerabilidade social em Araraquara.

O principal objetivo do programa, lançado em junho deste ano pela Prefeitura, é o fortalecimento da rede de atendimento, via equipamentos públicos, para garantir a proteção social das famílias mais vulneráveis do município.

 “São ações articuladas pelas garantias de direito da população em situação de vulnerabilidade social, não apenas na questão socioeconômica, mas também nas relações diárias familiares e comunitárias”, afirmou.

O programa Territórios em Rede envolvem as regiões do Cecap/Iguatemi (com foco no Residencial dos Oitis), Cruzeiro do Sul, Hortênsias, Parque São Paulo, Jardim Valle Verde e Jardim São Rafael contabilizando 75 mil pessoas de 43 bairros, ou 40% da população de Araraquara.

Para a gestora, essa rede “precisa estar articuladas principalmente entre as secretarias de Assistência e Desenvolvimento Social, Saúde, Educação, Cultura e Esportes e Lazer por um atendimento integral e pela emancipação dessas famílias”.

Identificação

O foco principal das ações, ainda de acordo com Celina, são as famílias inscritas no Cadastro Único (que dá acesso aos programas sociais federais, estaduais e municipais). Esse cadastro federal identifica as famílias em condições de pobreza e/ou de extrema pobreza no município.

Celina Garrido acrescentou que as principais carências e necessidades estão sendo levantadas a partir de um diagnóstico junto às próprias famílias desses territórios. “Na região do Valle Verde, por exemplo, já foi detectada a falta de equipamentos públicos para atendimento. Alguns deles, porém, já estão em vias de construção”.

Vale destacar que todos os seis “Territórios em Rede” possuem Cras – Centros de Referência em Assistência Social. No total, Araraquara contabiliza atualmente dez unidades de Cras.

Ainda de acordo com a gestora, em dois meses de funcionamento, o programa já realizou várias ações, todas como estratégias da gestão municipal.

Entre as ações, Celina citou os debates sobre prevenção e uso de drogas e o projeto de férias no Oits, envolvendo várias secretarias. E lembrou que outras intervenções já estão em fase de elaboração para execução, como a implantação de horta urbana na região do Cruzeiro do Sul e ações culturais e esportivas em todas as seis regiões.

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

Publicidade

Arquivos