Selecione a página

Ferroviária estreia em busca do bicampeonato da Libertadores Feminina

Depois de conquistar o Campeonato Brasileiro pela segunda vez na história, a Locomotiva tenta repetir o feito da competição continental

Ferroviária estreia em busca do bicampeonato da Libertadores Feminina

A Copa Libertadores Feminina terá início nesta sexta-feira (11) e será disputada em Quito, no Equador. Atual campeã brasileira, a Ferroviária será uma das representantes do país no torneio continental. Tendo conquistado a competição em 2015, a Locomotiva vai em busca do bi. Em entrevista ao site da CBF às vésperas da estreia diante do Mundo Futuro-BOL, a técnica Tatiele Silveira falou sobre o que espera da disputa.

Para a comandante, participar de um torneio de tamanha importância é motivo de orgulho para a Ferroviária, ainda mais em um momento de crescimento da Libertadores Feminina.

“A expectativa dessa Libertadores é muito grande por estar se tornando uma grande competição. É a Libertadores mais esperada. Então para nós é extremamente importante e muito gratificante estar participando desse momento de evolução do futebol sul-americano”, disse.

A treinadora, no entanto, ressaltou que a equipe araraquarense não foi a Quito para passeio. Tatiele nega o favoritismo, apesar do título brasileiro recém-conquistado, mas acredita no potencial da Locomotiva. “Com certeza o título brasileiro nos credencia também a ser uma equipe muito forte na competição. Claro que nós temos muito os pés no chão, sabemos da dificuldade que a gente vai enfrentar. Não nos aceitamos como favoritas, mas com certeza o título brasileiro nos credencia a também brigar para chegar, de repente, à uma final”, completou.

No Grupo B, além do Mundo Futuro, a Ferroviária terá como adversário o Deportivo Cuenca, um dos representantes do Equador no torneio. Para a comandante, enfrentar as ‘donas da casa’ é sempre um desafio, ainda mais tendo que jogar na altitude de Quito, a 2850 metros acima do nível do mar.

“Enfrentar os times da casa é muito difícil, principalmente pela situação da altitude, onde nos estamos fazendo um trabalho de adaptação com as meninas. Chegamos recentemente, teremos um dia de treinamento apenas antes da estreia, então nossa preocupação maior é essa. Por estar enfrentando uma equipe que já está adaptada, que já está acostumada com esse tipo de situação, e sempre enfrentar o time da casa é muito difícil. Nós estamos buscando nossa adaptação, nossa preparação da melhor maneira possível para que a gente possa fazer uma grande estreia e ser muito competitivo mesmo com os times da casa”, encerrou Tatiele Silveira.

O primeiro jogo das brasileiras está marcado para esta sexta-feira, às 21h30 (horário de Brasília). Na segunda rodada, na próxima segunda-feira (14), a Ferroviária terá pela frente o Estudiantes Caracas-VEN. Na última partida da fase de grupos, o adversário será o Deportivo Cuenca-EQU, na próxima quinta-feira (17).

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade