Selecione a página

Cuba decide retirar programa Mais Médicos do Brasil após declarações de Bolsonaro

País enviava profissionais para atuar no Brasil desde o início do programa, em 2013.

Cuba decide retirar programa Mais Médicos do Brasil após declarações de Bolsonaro

Cuba anunciou nesta quarta-feira (14), que não seguirá participando do programa Mais Médicos, que durante cinco anos tem enviado especialistas de saúde da ilha ao Brasil, depois que o presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou que irá modificar os termos de colaboração da iniciativa.

“O presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, com referências diretas, depreciativas e ameaçadoras à presença de nossos médicos, tem declarado e reiterado que modificará os termos e condições do programa Mais Médicos, com desrespeito à Organização Pan-Americana da Saúde e ao que foi acordado por esta com Cuba”, disse a televisão estatal cubana, lendo comunicado do Ministério de Saúde de Cuba.

Em evento em Brasília de governadores eleitos, o general da reserva do Exército Augusto Heleno, que fará parte do futuro governo de Bolsonaro, afirmou que cabe aos Ministérios da Saúde e Relações Exteriores se manifestar. “Não sou eu quem vai falar disso”, disse a jornalistas.

(Reportagem de Nelson Acosta, com reportagem adicional de Marcela Ayres em Brasília)

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade