Select Page

Vila Xavier terá arrastão de areia contra a dengue



O intuito é conscientizar a população e evitar o acúmulo de água parada, que serve de criadouro para o mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença. Caminhões da Prefeitura também darão apoio aos trabalhos e recolherão materiais inservíveis que possam acumular água. Essa preocupação reforça a necessidade da intensificação das ações da Prefeitura na região e […]

Nos próximos dias 16 e 17, a Secretaria Municipal de Saúde fará um arrastão de areia contra a dengue na região da Vila Xavier. Mais de 100 agentes da equipe de Controle de Vetores da Vigilância em Saúde percorrerão residências e estabelecimentos comerciais para vistoriar os imóveis e distribuir porções de areia para colocação em vasos de plantas.

O intuito é conscientizar a população e evitar o acúmulo de água parada, que serve de criadouro para o mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença.

O arrastão acontecerá das 8h às 12h nos trechos compreendidos entre a Alameda Paulista e a Rua Treze de Maio, e entre as avenidas Padre Antonio Cezarino e São Francisco Xavier.

Caminhões da Prefeitura também darão apoio aos trabalhos e recolherão materiais inservíveis que possam acumular água.

De acordo com o gerente de Controle de Vetores, Luis Eduardo Tagliacozzo, por ser uma região extensa e antiga, a Vila Xavier concentra inúmeros criadouros do mosquito. “Temos observado que muitos moradores ainda mantêm o velho hábito de colocar pratinhos debaixo dos vasos de plantas. Nos últimos bloqueios que fizemos, encontramos água parada e muitas larvas do mosquito nesses recipientes. Com a chegada das chuvas, o risco de dengue aumenta”, explica.

Essa preocupação reforça a necessidade da intensificação das ações da Prefeitura na região e da atenção maior da população contra os criadouros do mosquito.

Tagliacozzo reforça ainda a importância da colaboração dos moradores com as equipes da Vigilância, permitindo a entrada nas residências dos agentes de combate à dengue.

Paralelamente à ação na Vila Xavier, a Prefeitura continua com o trabalho de inspeção casa a casa durante a semana em diversos bairros e faz vistorias rotineiras em pontos de grande concentração de pessoas, além de mutirões e ações pontuais de fiscalização mediante denúncia.

Criadouros

Os principais criadouros do mosquito Aedes aegypti são os vasos de plantas, as caixas d’água, calhas de chuva, os ralos, vasilhas de animais, garrafas, bandejas de ar-condicionado, bandejas de geladeira, vasos sanitários desativados ou pouco usados, piscinas e o lixo a céu aberto.

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

Publicidade

Arquivos