Select Page

TRT da 15ª Região inaugura Centro de Conciliação em Araraquara

Suze Timpani

O Presidente do TRT da 15ª Região, o desembargador Dr. Fernando da Silva Borges inaugurou, nessa segunda-feira (27), o Centro Judiciário de Métodos Consensuais de Solução de Disputas da Justiça do Trabalho (Cejusc-JT) de Araraquara, localizado no Fórum Trabalhista local, que fica na Av. José Bonifácio, 176 – Centro.
O evento contou com a presença do coordenador do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Disputas (Nupemec) do TRT da 15ª Região, o desembargador José Otávio de Souza Ferreira, além da diretora do FT, juíza Ana Lúcia Cogo Casari Castanho Ferreira (titular da 1ª VT) entre outras autoridades.
O Cejusc de Araraquara tem a missão de realizar audiências de conciliação e mediação, buscando estimular o diálogo e o entendimento entre empresas e trabalhadores, para que se tornem protagonistas na solução de seus conflitos. O Fórum Trabalhista conta agora com uma área de 100 metros quadrados e seis mesas redondas e com atuação de servidores treinados em mediação pela Escola Judicial da Corte.
O centro de conciliação abarca mais seis municípios da região como Matão, Mococa, Pirassununga, Porto Ferreira, São Carlos e São José do Rio Pardo, além de também operar de forma itinerante.

Para o juiz trabalhista Dr. Carlos Alberto Frigieri, a conciliação busca justiça e paz social, através de servidores bem treinados e terá um alcance regional.

 


O desembargador Dr. Fernando da Silva Borges, disse que os centros de conciliação existem desde os anos 90, mas no início existia certo preconceito, porém, hoje há uma mudança de cultura nos centros de solução de conflitos e a paz social é o tema principal do Estado”.
Segundo o desembargador, o TRT 15 tem investido muito, mesmo sem recursos materiais e recursos humanos, pois tem contado com o empenho dos servidores. Borges lembrou que há um déficit no quadro de funcionários de 40%. Mesmo assim, os servidores estão conseguindo prestar os serviços de forma bastante razoável. Quase um ¼ de todos os resultados de conciliações do Brasil foram conseguidos pelo TRT 15.

 

O desembargador José Otávio de Souza Ferreira, coordenador do Nupemec, ressaltou a importância do Cejusc para a celeridade na resolução dos conflitos e lembrou que ele vai operar com métodos científicos para melhor equilibrar as soluções. Otávio destacou que o Centro não resolve dados estatísticos, mas através do trabalho de conciliação esses números acabam diminuindo consequentemente.

Para o advogado Dr. Omar de Souza Silva Neto, que já iria participar de uma mediação no Centro de Conciliação, esse tipo de negociação melhora muito o tempo dos processos, desafoga a justiça e as ações trabalhistas podem ser resolvidas com muito mais rapidez.

Últimos Vídeos

Loading...

Arquivos