Select Page

Todos esperam um 2016 melhor



Este novo ano chega e, segundo enquete, o maior desejo damaioria dos entrevistados é ter saúde e, lógico, a esperança

Célia Pires

Um novo ano se inicia e as pessoas como Rose Brauna de Souza, Daniela Stuchi Vieira, IngridFernandes e Aleckssandra Pereira da Silva desejam saúde,amor e que o ano seja de novasrealizações, de respeito ao próximo, paz e harmonia em casa eno ambiente de trabalho e, sobretudo, esperança.E por falar em esperança, o presidente do Sincomércio AntonioDeliza Neto ressalta que todo anoa esperança se renova. “Isso é oano novo pra mim! Renovação eesperanças em um futuro melhorpara todos. Porémdevemos em 2016ver as coisas com algum cuidado. Infelizmente, espero emminhas expectativasque eu tenha muitasaúde, é o que desejo a todos, parapoder trabalhar e superar estemomento difícil na vida brasileira. Espero que tudo isso faça obrasileiro refletir em seus valores e anseios”.Deliza também diz que esperaque tenham um olhar com maiszelo e coloquem o Brasil em primeiro lugar, pois o mesmo estádoente. Moralmente, politicamente, e economicamente. “Muito a se fazer, e tudo em uma inércia irritante. Que em 2016 nóstenhamos a vontade de aprendermais, a paciência para enfrentaras dificuldades, que só nos fazcrescer, e garra, para realmenteaplicar o slogan mais famoso dobrasileiro que é de nunca desistir. Porque a curto prazo, sendorealista, que é como acho quedevemos ser, exigir de nossosmandatários uma administraçãodecente e justa. Que a Lei denosso país se aplique a todos, damaneira que consta em nossaConstituição, e não como estasendo aplicada hoje. Aos mandatários a impunidade, e aos cidadãos a Lei. Se um pouquinhodisso acontecer, tenho certezaque tudo irá melhorar, o comércio e a indústria gerando empregos e renda, o empreendedorismo sendo a mola propulsora paracolocar este país onde ele merece. Quanto aos críticos, meu obrigado, eles nos impulsionam e fazem a gente crescer. E a luta continua!Feliz 2016! Saúde Sabedoria eSegurança a todos !!”.E emendando o desejo de queas coisas mudem politicamente,Wilson Silveira Luiz afirma queespera, primeiramente, que nopaís haja uma reforma institucional. “Por exemplo, que o votodeixe de ser obrigatório e ser facultativo, que em termos de política que se acabe o financiamento de empresas, pois promove a corrupção, corruptos e corruptores, pois sealguém dá um dinheiro muito grande como tem sidodado vai cobrar evai sobrar para nóse em termos de política ainda queacabem as coligações e que o Supremo TribunalFederal seja preenchido compessoas através de concurso público e não por indicação do presidente da República ou de políticas. São algumas coisas importantes e o resto vem de lambuja como se diz na gíria”.Já em visita a cidade, Terezinha Gotardi Gomes, 61, que éararaquarense, mas mora emFranca, conta que para este anoespera acreditar mais em si mesma, muita saúde e ser feliz. “Eutambém pretendo arrumar umnamorado. Um gordinho gostoso”, ri ela confiante.

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

Publicidade

Arquivos