Selecione a página

Sismar: poderá ter greve dos servidores

“O SISMAR apresentou proposta de acordo com o que foi reivindicado pela categoria, não tendo simpatia com o oferecido pela Prefeitura podendo ter greve”

Valdir Teodoro diz que tudo indica que terá greveJosé AC Silva

O presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Araraquara e Região (SISMAR), Valdir Teodoro, disse ontem que está difícil a negociação com a prefeitura. “O SISMAR apresentou proposta de acordo com o que foi reivindicado pela categoria, não tendo simpatia com o oferecido pela Prefeitura podendo ter greve”, afirmou Teodoro. “O sindicato não tem avançado nas negociações, a prefeitura não quer negociar nem mesmo o aumento no vale alimentação, sendo que os alimentos foram inflacionados praticamente em 50%”, falou o sindicalista.

Em assembléia no mês de março, realizada na Biblioteca Municipal Mario de Andrade, os servidores do município reivindicaram 6,36% de revisão anual, conforme o INPC, 15% de reposição de perdas a partir de janeiro de 2012; elevação do valor atual do ticket de R$ 270,00 para R$ 330,00; incorporação do prêmio assiduidade ao ticket ficando o valor do benefício na ordem de R$ 480,00 e mais bonificação natalina no valor aproximado de R$ 450,00, cuja data base foi em primeiro de maio de 2011.

A Câmara Municipal aprovou em 15 de março um reajuste de 5% sobre os vencimentos dos servidores municipais, a titulo de recuperação de perdas salariais. A medida cumpre o acordo feito com a categoria em maio do ano passado, quando foi feito o acordo coletivo da época. Agora a nova negociação está complicada , dificultando um acordo entre Prefeitura e SISMAR. Em 3 meses de debates, a direção do sindicato defendeu junto ao governo a pauta de reivindicações de natureza econômica defendida em março pela categoria.

O município, conhecendo os anseios dos servidores, apresentou na última segunda-feira duas alternativas, como contra proposta oficial da administração ao funcionalismo, considerando que o conteúdo destas alternativas apresenta muita distinção com aquilo que foi reivindicado.

De acordo com o presidente do sindicato, faz-se primordial o comparecimento em massa de todo o funcionalismo na assembleia geral para deliberação da aceitação ou não das propostas da administração e outros encaminhamentos. A grande assembleia será realizada nesta quinta-feira, às 18h, na praça de Santa Cruz.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade