Select Page

Simpósio destaca avanços na proteção ao meio ambiente

Engenheiro agrônomo José Walter Figueiredo durante palestra na abertura do 2º Simpósio de Meio AmbienteUm dos responsáveis pelo Projeto Município Verde Azul do governo do Estado de São Paulo, o engenheiro agrônomo José Walter Figueiredo abriu, na noite de segundafeira (25), no Senac de Araraquara, o II Simpósio Municipal de Meio Ambiente de Araraquara, que vai até esta sexta-feira, dia 29, sempre a partir das 19h30.

Durante a palestra sobre o tema, Figueiredo destacou a importância do Selo Verde Azul, conquistado por Araraquara em 2009 e 2010, e as ações realizadas pelos municípios paulistas pela causa.

O palestrante foi secretário de Meio Ambiente da Prefeitura de Ribeirão Preto, assessor de Gabinete da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e mentor do projeto Município Verde Azul, junto com o ex-secretário estadual da Pasta, Xico Graziano.

A gerente do Senac Araraquara, Fernanda Musto, enalteceu a parceria com a Prefeitura pela realização do II Simpósio, que permite “aprofundar discussões relevantes” sobre as causas ambientais. “Todos temos que ter um papel multiplicador com a comunidade nesta questão”, resumiu Fernanda.

Representando o prefeito Marcelo Barbieri no ato, o vice-prefeito e secretário de Desenvolvimento Econômico, Valter Merlos, ressaltou as políticas ambientais implantada nos últimos vinte meses em Araraquara e a parceria com o Senac, inclusive nos cursos profissionalizantes, como o projeto Canteiro Escola.

A partir da criação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Merlos lembrou que a Prefeitura já promoveu a recuperação de nascentes e mananciais, além de ter plantado milhares de mudas de árvores. “Tudo isso justifica a condição de Araraquara ser considerada uma dos melhores cidades para se viver no Brasil”, disse o vice-prefeito.

Ações conjugadas
Para o secretário municipal de Meio Ambiente, Genê Catanozi, além do Senac, o governo do prefeito Marcelo Barbieri mantém outras importantes parcerias com o Ministério Público e a Cetesb, que permitem ao município avançar nas políticas ambientais.

O secretário ainda destacou o Daae (Departamento Autônomo de Água e Esgoto), as outras secretarias municipais e o grupo de funcionários de sua Pasta também como “aliados fundamentais” nas ações sobre meio ambiente. “Também vale ressaltar que Araraquara se tornou referência nacional na recuperação de mananciais, de acordo com o projeto Município Verde Azul”, acrescentou Genê.

Já o vereador Elias Chediek, que representou o presidente da Câmara Municipal, Aluisio Braz, elogiou a estrutura do Simpósio, que lotou o auditório do Senac. Segundo o parlamentar, é necessário lembrar sempre que, em apenas um século de industrialização, o homem está conseguindo destruir o Universo, que existe há milhões de anos.

Realizado pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, em parceria com o Senac, o II Simpósio vai até sexta-feira, no auditório do Senac. Aberto à população, o evento engloba palestras e debates sobre preservação ambiental.

Leitura
Ontem, a arquiteta e paisagista Maria Cecília Barbieri Gorski debateria seu livro ‘Rios e Cidades – Ruptura e Reconciliação’, antes da noite de autógrafos.

Lançada pela Editora Senac São Paulo, a obra é estruturada em três questões: como reintegrar os rios às cidades, a melhor forma de conciliar natureza e urbano, e quais projetos executados nos últimos 15 anos serviriam como referências futuras.

Também participaram da abertura do Simpósio o vereador Lucas Grecco; os secretários vereador Ronaldo Napeloso (Agricultura) e Eli Schiavi (Segurança Pública); o chefe de Gabinete da Prefeitura, Antonio Martins; a presidente da Cooperativa Acácia (de coletores de lixo reciclável em Araraquara), Helena Francisco da Silva; além de representantes da Guarda Civil, Defesa Civil, Daae e Cetesb e de outros setores do governo municipal.

Sequência
Hoje (27), o tema ‘Coleta Seletiva e Sustentabilidade, será debatido por David Teixeira Pinto, gestor de projetos da Cooperativa Acácia.

Nesta quinta, 28, entra em debate o tema ‘Ministério Público e o Meio Ambiente’, com o 2º Promotor de Justiça do Ministério Público do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, José Carlos Monteiro.

No encerramento (na sexta, 29), será realizada a mesa redonda ‘Cidades Sustentáveis’, composta por Alessandra de Lima, secretária de Desenvolvimento Urbano de Araraquara; Michele Cristina Amaral de Oliveira, bióloga responsável pela área de Meio Ambiente da Usina Maringá e docentecoordenadora da área de Meio Ambiente do Senac; e Artur de Lima Osório, engenheiro civil do Daae e docente do curso técnico em Meio Ambiente do Senac.

Advertisement

Últimos Vídeos

Loading...

Arquivos