Selecione a página

Remuneração por faixa salarial em Araraquara supera a brasileira

A cidade registrou um crescimento de 93,5% nas faixas empregatícias com remunerações entre 1,5 e 2 salários mínimos

Remuneração por faixa salarial em Araraquara supera a brasileira

Araraquara está na contramão da tendência brasileira nas remunerações do emprego formal, de acordo com um levantamento realizado pelo Núcleo de Economia do Sindicato do Comércio Varejista de Araraquara (Sincomercio). A cidade apresentou crescimento em faixas mais altas de salários e sinais de recuperação na maioria das categorias de remuneração analisadas no primeiro trimestre de 2018, se comparado ao mesmo período do ano passado. Os dados nacionais, no entanto, mostram um aumento de contratações apenas nas vagas que oferecem rendimentos mais baixos, de até dois salários mínimos, ou R$1.874,00, valores referentes para 2017.

De acordo com Délis Magalhães, economista do Sincomercio, houve neste trimestre crescimento de 93,5% nas faixas empregatícias com remunerações entre 1,5 e 2 salários mínimos (R$1.405,50 até R$1.908,00), em relação a 2017. Outro destaque positivo está nos empregos formais, com pagamentos entre três a quatro salários mínimos (de R$2.811,00 até R$3.748,00), que também apresentaram uma ampliação no número de postos, ao contrário do que aconteceu nacionalmente.

“Seguindo a tendência no país, verificamos também um aumento das ocupações com rendimentos menores em Araraquara, de até um salário mínimo mensal, ou R$937,00”, afirma a economista. O resultado não deve ser avaliado como uma tendência negativa, uma vez que nesse mesmo período houve um crescimento de 65,5% nas admissões com até 20 horas de trabalho, fator que ajuda a explicar o crescimento das remunerações menores. Além disso, houve um aumento de 44% nas admissões por primeiro emprego, o que pode indicar maiores oportunidades para os jovens que precisam conciliar trabalho com estudo.

Os dados de emprego em Araraquara apontam para uma recuperação gradual e ainda um pouco instável, partindo das faixas de salários mais baixas e estendendo-se até as remunerações mais altas. “A boa notícia é que ainda existem boas expectativas para os cargos com salários mais altos, e, além disso, após a vigência da nova lei trabalhista, foi verificado um aumento das oportunidades com turnos menores, o que pode ser uma opção para muitas pessoas”, conclui.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade