Selecione a página

Porsani cobra solução para terreno usado por desocupados no Carmo

Andarilhos passaram a usar o terreno, após a desativação do banheiro público da praça, como latrina e para tomar banho

Porsani cobra solução para terreno  usado por desocupados no Carmo

Segundo os moradores do bairro do Carmo, a situação está insustentável, e mesmo pedindo socorro há anos, um terreno abandonado, localizado na Avenida XV de Novembro, esquina com a Rua dos Libaneses (Rua 14), nos fundos da Igreja do Carmo, traz transtornos e situações constrangedoras.

Como último recurso, aqueles que moram ao derredor, procuraram o vereador José Carlos Porsani (PSDB) buscando uma solução. O parlamentar foi até o local na quarta-feira (9) e ouviu alguns cidadãos que reclamaram da sujeira no terreno e da invasão de desocupados.

“Esse é um lote que tem dono, mas pelo que nos foi informado faz parte de espólio e os proprietários não dão atenção nem à manutenção e muito menos solução do problema. Ninguém sabe quem são esses donos e os vizinhos não podem assumir o ônus, afinal, também é um problema social”, diz Porsani.

Os desocupados passaram a usar o terreno, após a desativação do banheiro público da praça do Carmo, como latrina, e ali tomam banho ao ar livre, causando constrangimento aos que passam nas imediações.

Uma moradora, que prefere não ser identificada, disse não saber mais o que fazer. “É tanta sujeira, tanto lixo, gente entrando e saindo desse terreno, que nem conseguimos mais passar ali na frente. Frequentar a praça então? Impossível”, garantiu.

Porsani entrou em contato com a Prefeitura para que providências imediatas sejam tomadas. “Faz tempo que a população reclama e a solução do problema não vem. Agora vamos tomar a frente porque ninguém é obrigado a conviver com esse desrespeito. Vamos cobrar quem de direito até trazer a paz de volta ao local”, afiançou Porsani.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade