Select Page

Poda de árvores na Santa Casa gera inquérito civil

Poda de árvores na Santa Casa gera inquérito civil

A poda de oito árvores que ficavam na calçada em frente ao prédio da Santa Casa de Misericórdia, na Rua Voluntários da Pátria, se transformou em um inquérito civil instaurado pela Promotoria de Justiça do Meio Ambiente de Araraquara. O inquérito vai apurar a responsabilidade das pessoas jurídicas e físicas envolvidas no corte das árvores realizado no último dia 1º.
Para o promotor José Carlos Monteiro, que será responsável pelo procedimento criminal, o que ocorreu foi um crime ambiental. De acordo com declaração do promotor, o Daae informou à Promotoria que não havia expedido autorização administrativa para a supressão das oito árvores sacrificadas por uma empresa contratada pelo hospital. Ele citou também a grande relevância da arborização ao meio ambiente urbano, intocável aos particulares, sem a precedente autorização pública municipal, que tem obrigação constitucional de preservá-la. No inquérito civil será buscada indenização e reparação de danos ambientais. Já no inquérito policial, também serão cobradas respostas dos órgãos públicos, do hospital e da empresa que prestou o serviço.

Em nota, a Santa Casa de Araraquara informou que já tinha feito o pedido para o corte há algum tempo e alegou que as “árvores estavam ocas e oferecendo risco para pedestres e ambulâncias, além de dificultar a passagem de cadeirantes na calçada devido às enormes raízes”.
O hospital ressaltou que a fachada não ficará sem o verde característico e informou que já providenciou a compra das árvores para a compensação ambiental.

Últimos Vídeos

Loading...

Arquivos