Selecione a página

Pesquisa mostra variação no preço dos alimentos entre junho e julho

Os principais produtos que puxaram o valor da cesta para baixo foram: o feijão carioquinha (-10,8%), o frango resfriado inteiro (-6,3%) e a batata (-40,1%). “O aumento na produção de batata e feijão elevou a oferta dos itens e acabou pressionando a queda nos preços. No caso do frango, a baixa demanda também influenciou a […]

De acordo com pesquisa realizada pelo Núcleo de Economia do Sindicato do Comércio Varejista de Araraquara (Sincomercio), a cesta básica permanece em queda, seguindo a tendência de maio. No acumulado de julho, o valor médio foi de R$ 530,08, uma baixa de 2,5% em comparação com o de junho, que havia ficado em R$ 543,74.

Os principais produtos que puxaram o valor da cesta para baixo foram: o feijão carioquinha (-10,8%), o frango resfriado inteiro (-6,3%) e a batata (-40,1%). “O aumento na produção de batata e feijão elevou a oferta dos itens e acabou pressionando a queda nos preços. No caso do frango, a baixa demanda também influenciou a redução das cotações, principalmente no final de julho”, afirma a economista do Sincomercio, Délis Magalhães.

Os principais produtos que apresentaram aumento foram: farinha de trigo (5,2%), cebola (25,2%) e ovos brancos (6,2%). “Com relação à cebola, a escassez do produto em algumas das principais regiões produtoras acabou elevando os custos”, explica a economista.

Inflação

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (Ipca), que mede a inflação, continua a trajetória de desaceleração no acumulado de 12 meses, permanecendo em 2,7% em Julho. Apesar disso, entre junho e julho, foi registrada alta, interrompendo as quedas mensais que vinham marcando o ano.

O principal aumento no último mês esteve no índice de habitação (1,64%), seguido por saúde e cuidados pessoais (0,37%) e despesas pessoais (0,36%). Em São Paulo, a alta foi um pouco maior se comparada ao índice nacional, de 0,38% e 0,24%, respectivamente. Em 2017, a inflação oficial acumula uma alta de 1,43%, muito abaixo do mesmo período de 2016, que registrou 4,96%. O resultado é o menor da série coletada pelo IBGE desde o início do Plano Real.

Metodologia

A pesquisa da cesta básica é realizada por meio de uma parceria entre o Sincomercio Araraquara e o Núcleo de Extensão em Conjuntura e Estudos Econômicos, do Departamento de Economia da Unesp Araraquara. Seguindo a metodologia do Procon-SP, é coletada semanalmente em dez supermercados da cidade, analisando as variações de preço de 31 produtos de alimentação, higiene pessoal e limpeza.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade