Select Page

Paralisação dos caminhoneiros já afeta grandes indústrias de Araraquara



Além dos combustíveis, o desabastecimento dos insumos já prejudica as fábricas de vários segmentos

Paralisação dos caminhoneiros já afeta grandes indústrias de Araraquara

Da redação

A greve dos caminhoneiros que já dura quase uma semana está trazendo reflexos para as indústrias de Araraquara e região que, além dos combustíveis, já apresentam falta de insumos que prejudicam a produção. Algumas já têm previsão de parada da linha nesta próxima semana.

Caminhoneiros não reconhecem os sindicatos que fizeram acordo com o governo Temer e diante disso a paralisação só vem aumentando, mesmo após o governo Federal intervir com as Forças de Segurança e ameaçar com multas de R$ 100mil. A população vem aderindo e ajudando os grevistas que estão parados nos postos e rodovias.
O governador de São Paulo Marcio França (PDS), na tentativa de colocar os caminhões de volta nas rodovias, deu um tiro no pé, afirmando que as Polícias Militar e Rodoviária têm autorização para multar caminhoneiros que bloqueiam vias ou até mesmo caçar suas CNH.
O desabastecimento é geral e dá mostras da força dessa categoria pelo país.

Indústrias vão parar

Em Araraquara a maioria dos postos não têm combustíveis.

O desabastecimento já chegou às grandes indústrias da cidade, onde uma multinacional do ramo da alimentação já está parada por falta de leite para produção de derivados. Outra grande empresa do setor Sucocítrico pode parar na próxima semana caso a greve vá adiante. O transporte público da cidade também será prejudicado.

Outro lado

Os supermercados já sentem o desabastecimento e os pequenos produtores estão aproveitando para vender tudo que produzem em suas hortas, para abastecer pequenas empresas de alimentação como os varejões.
Em suma, tudo para e o governo dá mostras que não sabe negociar de forma que possa atender os anseios dos caminhoneiros e da população que vem apoiando o movimento.
Mas é preciso um certo cuidado nesse momento, onde políticos já começam a se aproveitar do momento crítico que vive o país para se sobressair e lançar suas pré-candidaturas e, de certa forma, manchar um movimento que até o momento não levantou bandeiras a não ser a brasileira.
O governo tenta de todas as maneiras, colocar a população contra a paralisação, batendo na tecla do aumento de preços e colocando como se os empresários por trás dos caminhoneiros estivessem ganhando “rios de dinheiro” com essa greve. Em vão, poucos ouvem ou querem entender.

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

Publicidade

Arquivos