Select Page

No 1º dia, dengário já atende quase 100 pessoas



Inaugurado nesta segunda-feira (04), local conta com sala de atendimento e de hidratação para pacientes com doença

No 1º dia, dengário já atende quase 100 pessoas

Adriel Manente

Com 93 atendimentos realizados em apenas um dia de funcionamento, o Polo Estratégico de Atendimento aos Pacientes com Dengue em Araraquara, conhecido como ‘dengário’, vem cumprindo bem o seu papel de desafogar as UPAS’s na “guerra contra a dengue”.

Até agora, mais de 2.000 suspeitas da doença e 906 casos confirmados, apenas nesses 36 dias de 2019. Outras 770 análises ainda estão pendentes, ou seja, número deve aumentar. Só para efeito de comparação, no ano passado inteiro a cidade registrou 1.131 casos confirmados.

Segundo o Coordenador da Vigilância Epidemiológica de Araraquara, Rodrigo Contrera Ramos, o local foi inaugurado justamente para atender a essa demanda do surto da doença, e consequentemente, tirar das UPA’s os casos de dengue. “A orientação é a seguinte, caso a pessoa esteja com os sintomas simples da dengue, que é dor no corpo, dor de cabeça, enjoo, vômito, manchas no corpo, ela deve vir para cá, não para a UPA. O paciente só deve procurar a UPA se, além desses sintomas, apresentar qualquer tipo de sangramento. Na gengiva, no nariz. Pois esses são sintomas típicos da dengue hemorrágica, que é um caso mais grave e requer cuidados maiores”, orienta o coordenador.

Rodrigo Contrera Ramos, coordenador de vigilância Epidemiológica da cidade. Foto: Adriel Manente

Rodrigo Contrera Ramos, coordenador de vigilância Epidemiológica da cidade. Foto: Adriel Manente

Ainda segundo Rodrigo, são poucos casos que evoluem a uma dengue hemorrágica, porém, é preciso muita atenção, pois é possível de acontecer. “O que acontece é que a dengue que está se alastrando é o tipo 2, e ela é mais agressiva. Então, é provável que, casos de dengue hemorrágica possam aparecer”, alerta.

Perguntado sobre até quando o dengário funcionará no local, uma vez que foi instalado somente devido aos alarmantes casos de dengue nestes poucos dias de 2019, o coordenador foi enfático. “Não tem prazo, é até o fim desse surto. Depois, a Secretaria ainda não nos posicionou a respeito. Por ora, nosso foco tem que ser no fim desses casos”, finaliza.

Atendimento rápido

Pacientes receberam Cartão de Acompanhamento da Dengue e o farão nas UBS’s. Foto: Adriel Manente

Pacientes receberam Cartão de Acompanhamento da Dengue e o farão nas UBS’s. Foto: Adriel Manente

A dona-de-casa Tatiane Aparecida Frigeri Zague, chegou cedo com sua filha, Mariana, de 11 anos. A menina passou mal durante o fim de semana e a mãe foi buscar atendimento. “Levei ela na UPA e lá colheram exame de sangue para confirmar. Ela está com todos os sintomas. Na segunda-feira (4), fomos os primeiros a chegar, e ela foi atendida em 10 minutos. Hoje (5), estamos aguardando apenas o resultado do exame”, explica Tatiane, que é moradora do Parque São Paulo, um dos bairros que mais têm sofrido com a infestação do mosquito.
Ela conta que, apesar do exame ainda não ter ficado pronto, já lhe deram o Cartão de Acompanhamento de Dengue: “Nos entregaram esse cartão para fazermos o acompanhamento no postinho de saúde do bairro”, diz.

Caso parecido com o da vendedora Maria Júlia da Silva. Moradora da Vila Xavier, a jovem de 29 anos também procurou a UPA ainda em janeiro, antes da inauguração do dengário. Eu comecei a sentir os sintomas na terça passada (29). Na quinta-feira (31) fui a UPA. Lá esperei 6 horas, até meu exame ficar pronto. Ele confirmou e fui encaminhada para cá. Aqui, eles refizeram o exame e me deram a ficha de acompanhamento também”, relata a moça que agora, vai acompanhar seu caso também na Unidade Básica de Saúde (UBS) de seu bairro.

Sobre o dengário

Espaço conta com sala de hidratação para pacientes. Foto: Adriel Manente

Espaço conta com sala de hidratação para pacientes. Foto: Adriel Manente

Inaugurado nessa segunda-feira (4), o local foi instalado na sede da Vigilância Epidemiológica, ao lado de Centro de Eventos, na Fonte Luminosa. O espaço, que conta com dois consultórios e sala de hidratação, poderá ser utilizado por qualquer cidadão que apresente suspeita de dengue. Lá, os pacientes passam por triagem e são encaminhados para o atendimento específico, seja médico, exame ou medicamentos e hidratação.

Força-tarefa

Um conjunto de medidas está sendo realizado pelo poder público no sentido de

Em único dia, local já atender 93 casos de dengue. Foto: Adriel Manente

Em único dia, local já atender 93 casos de dengue. Foto: Adriel Manente

combater a proliferação da doença como a realização de mutirões nos bairros aos sábados, a limpeza pública, avaliação de densidade larvária, além da criação de um serviço de ‘tira dúvidas’ via WhatsApp pelo fone (16) 997601190, e a assistência ao paciente nas diferentes unidades de saúde.

A Prefeitura também ampliou o horário de funcionamento dos quatro Centros Municipais de Saúde, nos bairros com maior índice do vírus que são o Jardim Paulistano, Jardim América, Jardim Iguatemi e Jardim Roberto Selmi Dei I. Estas unidades passaram a funcionar de segunda a sexta-feira das 7h30 às 19 horas e de sábado das 13 horas às 19 horas. Nos demais bairros, o atendimento à população é feito pelos postos de saúde, que estão preparados para receber a população com suspeitas da doença.

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

Publicidade

Publicidade

Arquivos