Selecione a página

Menina que sofreu transplante precisa de ajuda

Por conta do risco de contaminação, família precisa construir um quarto para receber garota

Célia Pires

Ainda falta muito para que o quarto da menina Isabel Navarro Messori fique pronto para recebê-la. Está praticamente no chão. Nem as paredes ainda foram erguidas e ela está para receber alta perto do natal.

Como sofre de esclerodermia generalizada ou esclerose sistemática, a menina passou por um transplante de médula tronco.

A garota de três aninhos que está internada num hospital em Ribeirão Preto desde o início do ano deverá ficar quando voltar para casa num quarto separado para não complicar a sua situação. Por isso, a família precisa construir um quarto lajotado com banheiro.

A mãe Rebeca Navarro, de 23 anos, que está desempregada, mas que também precisa cuidar da garota por conta do delicado problema, não vem encontrando ajuda necessária.

Para se ter uma idéia, todas as viagens que faz para Ribeirão Preto para visitar e levar trocas de roupas para a filha são por sua conta. Isso porque a prefeitura só disponibiliza o transporte quando a criança está junto.

Na casa onde a criança mora ainda vivem, além da mãe, os avós e um tio da menina, que conta que ela nasceu com o problema congênito e que os seus pais estão desempregados e não têm condições financeiras de terminar o quartinho. “Eles fazem bico. Eu como encarregado de turma ajudo no que posso”, diz ele acrescentando que faltam algumas coisas como cimento, cal, porta e janelas, entre outras coisas.

A mãe da menina diz que toda ajuda será bem vinda. “Que Deus os abençoe”.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade