Selecione a página

Marcha das Vadias atrai centenas de participantes

A primeira edição da Marcha na cidade teve, segundo uma das participantes, resultado bastante positivo

Célia Pires

No último sábado ocorreu durante a Virada Cultural a Marcha das Vadias, que protesta contra a crença de que a forma de uma mulher se vestir, se comportar, se posicionar na sociedade ou mesmo defender suas idéias, justifica o assedio sexual, o estupro e a violência.
A concentração da ‘Marcha das Vadias’ em Araraquara teve início na Praça Pedro de Toledo, no Centro. No início estavam aproximadamente de 60 a 80 pessoas, mas ao longo do percurso foi aumentando chegando ao seu destino: a praça Scalamandré Sobrinho, na Fonte, com mais 300 participantes, muitas delas vestidas com roupas provocantes e carregando velas acesas.

Segundo uma das participantes, o resultado dessa primeira edição foi bastante positivo e uma das coisas mais ‘saborosas’ foi o fato do cantor Leoni, durante seu show, parabenizar a cidade pela realização da Marcha das Vadias e defender a criminalização mais rígida para violência contra mulheres.

Em São Carlos, durante a Virada Cultural, a cantora Pitty ergueu uma das faixas da manifestação.

Vale lembrar que a Marcha surgiu a partir de uma palestra em janeiro de 2011, pois estavam ocorrendo diversos casos de abuso sexual em mulheres na Universidade de Toronto. Dai então o policial Michael Sanguinetti fez uma observação para que “as mulheres evitassem se vestirem como putas, para não serem vítimas”.O primeiro protesto levou 3.000 pessoas às ruas de Toronto.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade