Select Page

Internet vira aliada de lojas na hora de vender carros



Advento da tecnologia tem aquecido o comércio de veículos na cidade

Internet vira aliada de lojas  na hora de vender carros

Adriel Manente

Comprar um carro nos dias de hoje tem sido uma tarefa menos árdua do que antigamente. Se antes as pessoas, ao adquirirem um veículo, tinham que procurar de concessionária em concessionária, agora, com o advento da internet, tudo mudou. Atualmente, a pessoa economiza tempo e dinheiro ao procurar a melhor oferta a apenas um clique de mouse de computador.

Pelo menos foi assim que aconteceu para o empresário autônomo Eduardo da Conceição Neto, de 47 anos. Apaixonado por carros desde criança, por influência do pai, o autônomo tem quatro veículos em casa. Como se tratam de automotores antigos, aos quais ele também restaura, Eduardo tinha dificuldade em encontrá-los. “Às vezes, para achar um, demorava semanas, até meses. Hoje, com a internet, em poucas horas encontro o que quero”, relata Neto, como gosta de ser chamado, que diz ter feito a primeira compra do seu veículo, um Chevrolet Opala ano 1977, há 22 anos.

Após o primeiro, o desejo de ter mais. No início de 2000, a internet ainda era um “bebê” e evidentemente, não era tão popular como hoje em dia. Foi nessa época que Eduardo foi atrás de seu segundo carro. Dessa vez uma escolha mais ousada, um Ford Maverick ano 75. Nem tão popular assim, achar o carro para restauração foi uma verdadeira batalha. “Rodei várias concessionárias de várias cidades, até achar. Para encontrar peça então, um sufoco. Dezenove anos atrás não era fácil”, comenta o microempresário, que hoje tem os dois carros restaurados e outros dois mais modernos, mas agora ele diz: “Esses outros dois foram fáceis”, diverte-se.

Para os donos de concessionárias, o crescimento da internet tem sido positivo para os negócios. De acordo com João Carlos Maduro, proprietário de uma concessionária de veículos em Araraquara, a internet é vista como um agente facilitador.

“Antigamente, a pessoa ficava rodando por várias concessionárias a procura de um carro que se adequasse a ela. Hoje é diferente. A pessoa vai naquilo que ela viu e já vai certa de comprar. Na internet a gente expõe os produtos e chama os clientes. Só vejo pelo lado positivo”.
Quando perguntado se há algum aspecto negativo, como a perda de vendas para pessoas físicas que também anunciam seus veículos na internet, João ressalta: “Talvez pode ser visto como um ponto negativo, mas não acredito não. Pois são públicos diferentes. A pessoa que compra de terceiros visualiza apenas o preço bem abaixo, mas a que compra em uma loja, busca outra coisa. Além de um bom preço, claro, o cliente busca garantia, um pós-venda, todo o suporte que uma garagem pode dar. Portanto, acredito que não muda muito essa concorrência”, explica o proprietário.
Já para Pedro Henrique, dono de outra concessionária da cidade, são só coisas boas. “Na internet a gente expõe nossos carros e a pessoa já vem com o dinheiro pronto para comprar. Economiza tempo e dinheiro”, realça. Pedro, que também nos dá outra valiosa informação que mostra o quão importante é a nova tecnologia para os negócios. “As vendas aumentaram 90% depois de expormos nosso produto na internet, sem dúvida é um grande aliado na hora”, finaliza.

Outro fator que deve ser considerado na hora de fechar negócio é que as lojas, geralmente, promovem “trocas”. Onde seu usado é avaliado e, grande parte das vezes, entra como abatimento em um novo veículo. Ou seja, nunca foi tão fácil comprar um carro como nos tempos modernos.

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

Publicidade

Publicidade

Arquivos