Selecione a página

Funcionária reclama de descontos indevidos no salário

Agente educacional da prefeitura ficou desesperada, pois é mãe de três filhos e arrimo de família

Da redação
Qual não foi a surpresa de uma agente educacional quando olhou o holerite e viu que do seu salário base de R$1513,60 iria receber apenas R$ 400 reais. O motivo: 17 dias de faltas injustificadas sem ter nenhuma falta.Mãe de três filhos,a agente. caiu em desespero e decidiu tirar a limpo a situação no financeiro da prefeitura e foi muito mal recebida. “ Fui em busca de meus direitos e ouvi que deveria voltar para a unidade do Caic onde eu atuava. Isso sem a pessoa saber do meu histórico médico. Pior: que eu era uma formiguinha e se ele pisasse eu sumiria. No final depois de muita discussão ele disse para um outro: se o erro foi nosso paga!Mas isso depois de várias ameaças”.A funcionária conta que em janeiro de 2010 foi afastada do emprego por conta de um tiro que levou. Passou por muita coisa: do coma à luta pela recuperação.A seqüela,segundo ela foi um problema na perna direita o que a impede de voltar a trabalhar com criança.Fato atestado pelo perito.Depois de um tempo na reabilitação voltou à ativa e com a problemática de não poder trabalhar com crianças foi direcionada de forma burocraticamente correta a trabalhar numa das delegacias da cidade. Assim como a agente, vários outros funcionários tem reclamado de descontos indevidos em seus saláriosDe acordo com informações do Sismar, o Ministério Público do Trabalho já está acompanhando o caso.Em relação funcionária citada na matéria, a prefeitura informa que o ponto da servidora não havia sido enviado à Secretaria de Administração. A documentação foi enviada e a situação foi resolvida.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade