Selecione a página

Farmácia de Neurologia e Psiquiatria amplia horário de atendimento

População pode ter acesso aos medicamentos das 8h às 17h30; mudança traz melhorias na comodidade e na qualidade do serviço prestado A Farmácia de Neurologia e Psiquiatria, ligada à Secretaria Municipal de Saúde, está funcionando em horário ampliado para melhorar a comodidade e a qualidade do serviço prestado gratuitamente à população. A partir desta semana, […]

População pode ter acesso aos medicamentos das 8h às 17h30; mudança traz melhorias na comodidade e na qualidade do serviço prestado

A Farmácia de Neurologia e Psiquiatria, ligada à Secretaria Municipal de Saúde, está funcionando em horário ampliado para melhorar a comodidade e a qualidade do serviço prestado gratuitamente à população.

A partir desta semana, a unidade passou a atender das 8h às 17h30 (antes era das 8h às 13h). A farmácia está instalada onde era a antiga Farmácia Popular do Brasil, desativada pelo Governo Federal — naRua Gonçalves Dias (Rua 1), na esquina da Avenida Espanha, no anexo do prédio do Cerest, emAraraquara (acesso pela Rua Gonçalves Dias, 468).

Segundo a secretária de Saúde, Eliana Honain, o local será integrado à Farmácia Central, que será inaugurada em dezembro e também irá fornecer remédios gratuitamente para os pacientes da rede básica (independentemente da especialidade).

“Antes, o paciente só buscava gratuitamente os remédios de psiquiatria e neurologia. Agora, também serão disponibilizados medicamentos de atenção básica. A pessoa vai poder passar por lá e receber seu medicamento”, afirma Eliana.

Clara Pechmann

A Farmácia Centralpode receber o nome “Drª Clara Pechmann Mendonça”. Prefeitura enviou à Câmara nesta semana oprojeto de lei indicando a homenagem.Clara foi farmacêutica, professora titular da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da UNESP de Araraquara, responsável pela implantação do Hemocentro e Laboratório de Análises Clinicas da UNESP de Araraquara e secretária de Saúde de Araraquara de janeiro de 2001 a janeiro de 2002.

Além disso, foi ela a pioneira no município na defesa dos portadores de HIV, fundando o GASPA, entidade de auxilio e apoio aos portadores do vírus. Dra. Clara Peckman faleceu aos 93 anos, em 17 de agosto deste ano.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade