Selecione a página

Faltam árvores frutíferas em praças públicas na cidade

Os pássaros expulsos do campo não encontram frutos na cidade e alguns estão usando bitucas de cigarros na construção dos seus ninhos

Da redação

Nas praças públicas das cidades dificilmente pode se encontrar uma árvore frutífera, a não ser quando alguma pessoa se sensibiliza espontaneamente com o meio ambiente e se disponibiliza a se dedicar com adubação, poda e rega constante, como é o caso do senhor Theodoro Bratfisch, morador de Araraquara.
O aposentado tem plantando árvores frutíferas nas praças próximas do seu bairro. Em sua casa, no quintal de fundos ele mantém um pomar com diferentes variedades de frutas e uma horta urbana orgânica. Em relação ao ditado popular que diz: “Todo homem deve escrever um livro, plantar uma árvore e ter um filho, para mim a vida de cada pessoa já seria um livro aberto cheio de memórias”, comenta o senhor Theodoro. Ele já plantou variedades de frutas como pitanga, abacate, ameixa e seriguela. A próxima muda a ser plantada como presente aos pássaros será um açaizeiro. A maioria das mudas são compradas de produtores por encomenda para não ficarem grandes e nem ocuparem muito espaço. “Quando as árvores estiverem produzindo frutos, as pessoas também poderão apreciar o sabor das frutas colhidas do pé, assim como fazem os pássaros”, comenta ele.

Ninho de bitucas
Outro fato ligado aos pássaros, recentemente a bióloga doutora Karlla Patrícia publicou um artigo onde evidencia que os pássaros das grandes cidades tem aproveitado as bitucas jogadas no chão pelas pessoas para complementar o material usado na construção de seus ninhos. Os ecologistas descobriram que os pássaros tem substituído a vegetação por bituca com o objetivo de manter os parasitas afastados. Os pássaros são conhecidos por tecer os seus ninhos com vegetação rica em compostos que afastem parasitas. A folha de tabaco, por exemplo, possui substâncias químicas capazes de repelir artrópodes como ácaros e insetos. Seguindo este mesmo instinto, os pássaros das grandes cidades tem buscado a mesma proteção com as bitucas de cigarro.Ecologistas fizeram testes com ninhos de 27 Passer domesticus (pardais) e 28 de Carpodacus mexicanus usando luz para atrair os artrópodes. Alguns ninhos receberam bitucas de cigarro e outros receberam cigarros que não foram fumados ou acesos. Os ninhos ornamentados com cigarros que não foram acesos apresentava muito mais parasitas do que os ninhos com bitucas que são mais ricas em nicotina e isso faz pensar que os pássaros descobriram que as bitucas de marcas mais ricas em nicotina são mais eficientes para proteger seus ninhos contra parasitas. Fato considerado incrível, mas ainda não se sabe se este comportamento pode desencadear alguma doença aos pássaros devido aos agentes cancerígenos presentes nos cigarros.
Questionada sobre se Araraquara tem algum projeto sobre o plantio de árvores frutíferas, a resposta foi negativa, mas que existe o cultivo de nativas, frutíferas e exóticas e qualquer pessoa que tiver uma chácara, por exemplo, pode solicitar de 5 a seis mudas que eles entregam, mas do que isso não.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade