Selecione a página

Estrada rural vira depósito de cães abandonados

Da redação A estrada que dá acesso ao Centro de Ressocialização (CR) Masculino de Araraquara se transformou em um ponto de ‘desova’ de animais, principalmente cachorros, nos últimos meses. Vários animais são soltos na estrada de terra ou nas proximidades e acabam indo procurar abrigo e alimentação no CR. De acordo com funcionários da unidade […]

Funcionários do Centro de Ressocialização Masculino de Araraquara pedem ajuda para adoção dos animais

Da redação

A estrada que dá acesso ao CR é usada para abandonar os animaisOs cães são alimentados por funcionários e visitantes dos presosA estrada que dá acesso ao Centro de Ressocialização (CR) Masculino de Araraquara se transformou em um ponto de ‘desova’ de animais, principalmente cachorros, nos últimos meses. Vários animais são soltos na estrada de terra ou nas proximidades e acabam indo procurar abrigo e alimentação no CR.

De acordo com funcionários da unidade prisional, os animais que não são vacinados e nem castrados, acabam se procriando e seus filhotes vão se avolumando no local. Os funcionários relataram à reportagem do O Imparcial que não têm como arcarem com o custo gerado com a alimentação e cuidados dos animais.

Os cachorros se alimentam de restos de comida e através de funcionários que se solidarizam e compram ração, mesmo assim, eles vivem em condições precárias, sem higiene e sem nenhum controle de natalidade e de vacinação.

Os funcionários ressaltam que pessoas mal intencionadas vão até a estrada que dá acesso ao CR para soltar os animais que, por algum motivo, não querem mais. Eles dizem que fazem o que podem, mas precisam de uma ajuda da prefeitura para recolhê-los e leva-los para um abrigo adequado, onde possam ser castrados e cuidados adequadamente.

“Por sorte, várias vezes visitantes dos presos adotam alguns filhotes e os levam embora. Estes animais precisam de um tratamento digno, já que praticamente é impossível saber a origem ou quem os soltou na estrada, porque fazem de forma sorrateira. Já entramos em contato com os responsáveis na prefeitura pelo setor de animais abandonados e em vulnerabilidade, mas eles informaram que não têm o que fazer. Antigamente eles buscavam os animais, mas isso nunca mais foi feito”, resumiu o funcionário que preferiu não revelar seu nome.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade