Select Page

Em bairro residencial, pedestres têm dificuldade para atravessar a rua



A região do São Geraldo, em Araraquara, tem registrado nos últimos anos um crescimento populacional, em virtude do processo de verticalização pelo qual passa o bairro. A consequência direta é o aumento do tráfego de veículos que, por sua vez, compromete a segurança dos pedestres, principalmente de idosos, como observou o vereador José Carlos Porsani […]

Em bairro residencial, pedestres têm dificuldade para atravessar a rua

A região do São Geraldo, em Araraquara, tem registrado nos últimos anos um crescimento populacional, em virtude do processo de verticalização pelo qual passa o bairro. A consequência direta é o aumento do tráfego de veículos que, por sua vez, compromete a segurança dos pedestres, principalmente de idosos, como observou o vereador José Carlos Porsani (PSDB), que esteve no local nesta terça-feira (23), acompanhado do coordenador de Mobilidade Urbana, Nilson Carneiro, para solicitar a instalação de um semáforo na área.

Na opinião do parlamentar, a medida se faz urgente no cruzamento da Avenida São Geraldo com a Rua Voluntários da Pátria. “Há vários dias, tenho observado esse ponto e, de fato, nos horários de pico, não há condições de o pedestre atravessar”, afirmou Porsani, que ainda citou a população flutuante que frequenta a região, em razão do Parque Infantil, do Centro Educacional e Técnico (Cetec) e da Escola Estadual Bento de Abreu: “São milhares de pessoas que passam por aqui.“

Soma-se a isso o fato de grande parte dos moradores serem idosos, como o professor aposentado Daury Amadeu Speranza, de 85 anos: “Eu já precisei, por mais de uma vez, interromper o trânsito para conseguir cruzar a rua”, contou. Ao seu lado, o também professor aposentado Luís Roberto de Toledo Ramalho explicou: “A densidade populacional aumentou muito. Só no ano passado, foram inaugurados dois edifícios com mais de 20 andares cada um. Fora isso, a (rua) Voluntários da Pátria é uma via de acesso do centro ao bairro.”

As más condições dos paralelepípedos da Rua Padre Duarte também seriam um fator para o aumento do fluxo na região, como ressaltou a comerciante Sara Rosita de Souza Speranza. “Como muitas pedras estão soltas, vários moradores evitam passar pela Rua 4 e desviam para a Rua 5, eu mesma faço isso”, disse.

Nilson Carneiro assegurou que profissionais da coordenaria serão enviados ao local e, caso seja constatado que o volume de tráfego é compatível com as normas técnicas, será feita a instalação do semáforo. “Acredito que, em 15 dias, já teremos uma resposta da viabilidade ou não do procedimento”, afirmou. Segundo o coordenador, enquanto isso, equipes da Prefeitura reforçarão a sinalização vertical e horizontal do cruzamento.

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

Publicidade

Arquivos