Selecione a página

Edio Lopes vistoria início das obras nas pontes do Assentamento Monte Alegre

Os recursos – R$ 292,1 mil no total – foram viabilizados por meio de parcerias firmadas entre a Prefeitura, o Governo do Estado de São Paulo e a CPFL

Os recursos – R$ 292,1 mil no total – foram viabilizados por meio de parcerias firmadas entre a Prefeitura, o Governo do Estado de São Paulo e a CPFLO período de transtorno que os moradores do Monte Alegre vêm enfrentando, desde que a represa e cinco pontes que ligam o assentamento rural às cidades de Araraquara, Matão e Motuca foram levadas pelas águas das chuvas, está chegando ao fim. Isso porque as obras de recuperação do local onde ficava a antiga barragem destruída pelas chuvas, além da revitalização da estrada e do restabelecimento das cinco pontes danificadas foram iniciadas nessa quinta-feira (28).

O vereador Edio Lopes (PT), que desde o ocorrido vem articulando recursos e maneiras de solucionar o problema, esteve no local nessa sexta-feira (29), para vistoriar o início das obras. O parlamentar comemorou o fato de estar próxima a solução dos problemas de locomoção que afetam os pequenos produtores rurais, que se viram isolados e fortemente prejudicados para escoar seus produtos. “Alguns produtores com quem conversei se viram obrigados a interromper suas produções e os agricultores que ainda estão produzindo tiveram seus produtos encarecidos pelas péssimas condições para se trafegar e o grande aumento de custos de transporte, porque os trajetos foram aumentados em vários quilômetros”, relatou o vereador.

A notícia foi recebida com muita alegria pelos moradores do local. Um dos assentados, que produzia cerca de 38 mil frangos a cada 45 dias e se viu obrigado a fechar a granja, afirma agora considerar retomar sua produção. Edio pediu urgência ao secretário municipal de Obras e Serviços Públicos, João Bernal, demonstrando que cada família vive sua dificuldade, seja na produção, seja para acessar serviços essenciais, como se deslocar até o posto de saúde ou para mandar os filhos para escola, correndo perigo de vida nas estradas e pontes prestes a cair.

Os recursos – R$ 292,1 mil no total – foram viabilizados por meio de parcerias firmadas entre a Prefeitura e o Governo do Estado de São Paulo e também com a Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL), que cederá a madeira para a construção de uma das novas pontes.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade