Selecione a página

Dnit entregará viaduto da SP-255 em novembro

Prefeito Marcelo debate andamento das obras do contorno ferroviário com diretores do Dnit

O prefeito Marcelo Barbieri debateu com o superintendente do Dnit, de São Paulo, Ricardo Madalena, o andamento das obras do novo contorno ferroviário, na Região Leste de Araraquara e a construção do viaduto
sob a SP- 255. A obra do contorno visa desativar o tráfego intenso de trens de carga do centro da cidade.
“A Prefeitura é parceira e está cumprindo todas as exigências técnicas do Dnit para que o novo contorno ferroviário seja concluído”, afirmou o prefeito Marcelo.
Além do contorno, também está sendo construído um amplo pátio de manobras, com 20 mil metros quadrados, na antiga estação de Tutóia.
Segundo o superintendente do Dnit, o trabalho de terraplenagem está 80% pronto.
Uma nova frente de trabalho do Dnit constrói o viaduto ferroviário sob a SP-255, nas proximidades da Usina Maringá, que interligará o novo trecho ao pátio.
Com 92 metros de comprimento o viaduto terá defensas metálicas e passarela para manutenção e seu projeto original foi alterado a pedido do governo estadual, que prevê uma pista paralela na rodovia.
Localizado ao lado da Vicinal José Barbante Neto, que dá acesso à Rodovia Antonio Machado de Sant’anna, o viaduto terá suporte de 40 pilares e parte da estrutura pré-fabricada. Segundo o engenheiro fiscal do Dnit, Paulo Roberto Nunes, o viaduto estará pronto em novembro.
No trecho de oito quilômetros, da estação do Ouro ao pátio de manobras, estavam previstos dois viadutos ferroviários e dois rodoviários. Recentemente, o Dnit aprovou projeto de mais um viaduto ferroviário nas proximidades do aterro sanitário. Sob o viaduto, será
feita uma passagem para proprietários rurais.
Dois viadutos, dos cinco projetados, estão concluídos. O primeiro rodoviário é sobre os trilhos, destinado aos veículos e pedestres, na via de acesso ao Parque São Paulo e ao aterro sanitário. O segundo, que ficou pronto, é ferroviário e está localizado no Condomínio Satélite, região da estação do Ouro e serve de passagem evitando o
isolamento dos produtores rurais. O terceiro (ferroviário) é o da SP-255 em andamento, enquanto o quarto, também ferroviário, e o quinto (rodoviário) de entrada ao pátio começarão em breve.
Cerca de 50% dos trilhos já estão instalados no lastro. A obra emprega 220 operários, oriundos em grande parte de Araraquara e Américo Brasiliense, nas funções de operadores de máquinas, motoristas, entre outras. Até o momento o investimento no contorno ferroviário atingiu
cerca de R$ 40 milhões.

Supressão vegetal

O superintendente Madalena informou ao prefeito a liberação de R$ 514 mil referente à supressão vegetal acordada entre o Dnit e Prefeitura.
Pelo acordo, a Prefeitura executará o replantio e manutenção de 43,5 mil mudas de árvores nativas em 26 hectares no Parque Pinheirinho, por meio das secretarias municipais do Desenvolvimento Urbano e do meio
Ambiente.
“Já temos o projeto contratado, que seguiu a legislação da Companhia de Tecnologia e Saneamento Ambiental e o local escolhido, que é no Parque Pinheirinho. Agora, com o recurso liberado, vamos dar início o mais breve possível ao reflorestamento. Estamos nos empenhando para
concluir o contorno ferroviário, a fim de garantir a retirada dos trilhos que cortam a cidade”, disse o prefeito.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade