Selecione a página

Cutrale é condenada a pagar indenização de R$ 200 mil por falta de descansos semanais

Cutrale é condenada a pagar indenização de R$ 200 mil por falta de descansos semanais

A empresa Sucocítrico Cutrale foi condenada pelo juíz da 2ª Vara do Trabalho de Araraquara a pagar uma indenização por dano moral coletivo no valor de R$ 200 mil por falta de descansos semanais dos funcionários.
De acordo com o processo, além do valor da indenização, a empresa deverá assegurar aos funcionários o aproveitamento do descanso semanal e, caso não cumpra a exigência, poderá ter que pagar multa de R$ 15 mil/mês quando for verificada a violação e por empregado que for encontrado em situação irregular. Alguns funcionários chegavam a trabalhar até 27 dias sem descanso.
Defesa
Em nota, a empresa informa que não foi notificada da decisão, e que cumpre todas as normas previstas na legislação trabalhista, porém, os cartões de ponto dos empregados registraram que, ao longo de vários anos seguidos, os descansos semanais não foram cumpridos com frequência, chegando a ser registrado apenas um dia de descanso no mês.
Além da concessão do descanso, que é obrigatório a cada sete dias, de acordo com a lei, o Ministério do Trabalho registrou outro problema no controle da jornada de trabalho através do ponto eletrônico que pode configurar exploração dos funcionários.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade