Selecione a página

Cinara Bonani, uma mulher de fibra

“Acredito que é uma profissão que Deus me deu para ajudar as pessoas e favorecer a felicidade delas”

Da redação

Cinara Bonani: sempre uma apaixonada por cavalosCinara em uma das provasLucas segue os passos da mãe: um orgulhoUm texto da escritora Clarice Lispector parece traduzir Cinara Bonani que atua como professora de equitação e ecoterapia há mais de 15 anos: “Existe um ser que mora dentro de mim como se fosse a casa dele, e é. Trata-se de um cavalo preto e lustroso que, apesar de inteiramente selvagem – pois nunca morou antes com ninguém nem jamais lhe puseram rédeas, nem sela – apesar de inteiramente selvagem tem por isso mesmo uma doçura primeira de quem não tem medo: come às vezes na minha mão. O seu focinho é úmido e fresco. Eu beijo o seu focinho. (…) Aviso que o cavalo não tem nome. Basta chama-lo e acerta-se logo com o nome. Ou não se acerta, mas uma vez chamado com doçura e autoridade, ele vai. Se ele fareja e sente que um corpo-casa é livre, ele trota sem ruídos e vai. Aviso também que não se deve temer o seu relinchar: as pessoas enganam-se e pensam que são elas mesmas que estão a relinchar de prazer ou de cólera, as pessoas assustam-se com o excesso de doçura do que é isto pela primeira vez”.

E os cavalos, com sua altivez e força desde sempre a encantaram. “Eu brincava de tudo, porém a melhor brincadeira era andar a cavalo ,cuidar dos bichos”, conta ela que acrescenta que como sempre gostou desse mundo do rodeio, seus pais José Roberto Bonani e Maria Aparecida Nogueira Bonani a levavam para várias competições na região nos finais de semana. “Sempre que tinha cavalgada na cidade eu estava presente, mas também tinha meus momentos de baladas, churrasco e festinhas com os amigos”.

Saturno

Cinara conta que nasceu no dia 15 de setembro de 1979, em Araraquara, e questionada sobre sua paixão por cavalos conta que nasceu com esta marca e é uma paixão que sente até hoje. “Meu primeiro animal foi um cavalo que se chamava Saturno. Depois deste cavalo meu pai comprou em um leilão outro cavalo que foi paixão à primeira vista. O nome dele era Zorro e foi com ele que ganhei varias competições”.

A professora de equitação diz que os momentos mais marcantes foram os dos campeonatos que ocorrem em Barretos da ABQM (Associação Brasileira de Criadores da raça Quarto de Milha).

Para todos os públicos

Cinara trabalha atualmente com todo tipo de público, inclusive com crianças especiais e isto é algo que a deixa extremamente lisonjeada, pois pode contribuir com a felicidade deste público que necessita de muita paciência, amor, carinho e muita dedicação. “Faço meu trabalho com toda excelência e todo empenho possível, proporcionando para meus alunos uma satisfação imensa em fazer parte da equitação e a ecoterapia da Família Haras 4 L”.

Quanto a se sentir ameaçada por conta da concorrência, ela diz que tem espaço para todo mundo. E seus olhos brilham e seu lindo sorriso se abre quando fala, com paixão, que sempre gostou de dar aula de equitação e da ecoterapia e dentro dessas atuações tem projetos que podem ajudar crianças carentes com necessidades especiais em Araraquara. “Na cidade residem muitas crianças para as quais a ecoterapia seria um excelente tratamento, mas, infelizmente não tenho condições suficientes para coloca-la em prática. por conta disto seria de extrema importância a ajuda dos governantes da nossa cidade”.

A realização de um sonho seria poder contar com o apoio dos governantes da cidade para ajudar as crianças com necessidades especiais nestes projetos.

Cinara por Cinara

Cinara é uma mulher guerreira, íntegra ,batalhadora ,sonhadora e mãe. “Passei por momentos na vida da qual pensei em desistir, porém Deus, nosso Pai e Senhor, me deu forças para lutar e vencer. O que me faz levantar a cada manhã, o que me sustenta todo dia é Deus, meu filho e minha família. “Sempre sonhei em proporcionar para meu filho tudo o que meu pai me proporcionou e este sonho se tornou realidade, pois meu filho Lucas Bonani está seguindo meus passos. Hoje ele tem seu cavalo, participa de várias provas, rodeios e em quais sempre está trazendo seu troféu (orgulho da mãe né? kkk).

Para Cinara, a maior preciosidade de seu trabalho é ter a oportunidade de tornar o mundo melhor, mais humano e sensível.

Quando é pra ser

Ela é casada com Tiago Linjardi há 12 anos. Não conheceu o parceiro em um rodeio, mas em uma festa de aniversário de uma amiga. E olhando a sua família com seus pais e a que construiu, diz ‘trotando’ de felicidade que família é sua base. “É meu tudo”.

E ao falar do filho Lucas se derrama em elogios. “Meu filho é meu orgulho. Eu sempre sonhava em ver meu filho seguindo meus passos. Quando era pequeno gostava muito de boi, ver montaria e queria só brinquedos de boi e cavalos. De repente parou com tudo não gostava mais de nada disso. Aí eram só super heróis e eu muito preocupada porque o meu maior sonho era ver meu filho nas pistas correndo”.

Ela prossegue contando que o menino largou mão de tudo e ela muito triste porque via seus alunos pedindo um cavalo para seus pais e seu filho tendo vários cavalos e não queria montar mais. “Então, eu sempre fazendo chantagem com ele. Quando pedia para jogar vídeogame eu falava que sim, mais antes tinha que montar a cavalo aí ele ficava muito bravo. Eu pensava não vai seguir meus passos, infelizmente. Mas aprendi que quando é pra ser é pra ser!!!De repente, a cabeça do Lucas mudou e de um hora para outra começou a treinar com minha sobrinha; Contou com o apoio de todos da minha família. Quando estava ocorrendo o campeonato de Barretos levamos ele para sua primeira competição. Aí não parou mais. Esse menino é meu orgulho e eu vou sempre fazer tudo que eu puder para ele. Em de 2017 eu posso falar que um dos meus sonhos foi realizado”, conta emocionada.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade