Select Page

Cidade registra vários focos de queimadas

Cidade registra vários focos de queimadas

Da redação

O alto número de queimadas registrado em Araraquara nos últimos meses vem causando desconforto na população, principalmente, para quem sofre com problemas respiratórios. Mesmo assim, os dados oficiais mostram que as queimadas vêm diminuindo nos últimos três anos.

Segundo dados oficiais dos Bombeiros da cidade no primeiro semestre de 2016, foram registradas 623 ocorrências de queimadas. Já no mesmo período de 2017, foram 436 e, em 2018, foram 241. Contabilizando apenas o mês de julho, é possível verificar a queda acentuada. Em 2016, foram 138 ocorrências. Em 2017, 65. Já em 2018, 60 a última quinta-feira (26).
Evidente que dados oficiais devem ser levados em alta consideração, mas o que podemos constatar na rotina da cidade, mostra incoerência. Diariamente podemos constatar no ar fumaça e fuligem. Prova disso, são as dezenas de vídeos e fotos que a redação recebe.
Há queimadas por todos os bairros da cidade, seja na periferia ou área na central. O que antes era matagal e terrenos abarrotados de entulhos e lixo, aos poucos, vai se tornando cinzas. Uma limpeza que está custando caro à saúde pública.
Nessa segunda-feira (30), pudemos constatar fogos de queimadas no Jardim Del Rey e no Parque das Laranjeiras, ao lado da Universidade Unip, onde parte da mata ciliar que circunda o Córrego Ribeirão das Cruzes foi devastada.
Os araraquarenses precisam entender que educação ambiental é de suma importância e dever de todos, e isso engloba não jogar lixo e entulho nas ruas e nem atear fogo na sujeira que fez.

Foto: Giovane Peroni (colaboração)

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

  • Ofensas

Arquivos