Select Page

Casa Cairbar inaugura residência terapêutica



Casa Cairbar inaugura residência terapêutica

O prefeito Marcelo Barbieri participou nessa quarta-feira (24) da inauguração da primeira residência terapêutica de Araraquara, criada por iniciativa da Casa Cairbar Schutel.
O projeto foi apresentado pelo diretor administrativo da Casa Cairbar, Oswalte Nogueira, e pelo coordenador da área técnica, Mauricio Sgobi. Também acompanharam a inauguração o promotor da Saúde, Álvaro André Cruz Jr.; o diretor da Diretoria Regional de Saúde (DRS) 3, Antônio Martins; o secretário de Saúde, Carlos Fernando Camargo; o diretor do Serviço Especial de Saúde (Sesa), Walter Figueiredo; o provedor da Santa Casa, Valter Curi; e os vereadores Elias Chediek e Jeferson Yashuda.
De acordo com Mauricio Sgobi, a residência terapêutica é destinada às pessoas com transtornos mentais, provenientes de longas internações psiquiátricas e impossibilitadas de retornar à sua família. Com a característica de um lar, na residência terapêutica todos coabitam sendo acompanhados por profissionais da Casa Cairbar.
Localizada na região central da cidade, na casa residem 11 pessoas que foram internos da Casa Cairbar. Eles têm autonomia para zelarem pelo seu espaço, fazerem as próprias refeições, lavarem as próprias roupas, possuírem controle da medicação e participarem da comunidade, tudo em favor da reabilitação psicossocial.
O prefeito ressaltou que a iniciativa da Casa Cairbar em criar a residência terapêutica marca o processo de desinstitucionalização na saúde mental, que se torna um fato concreto em Araraquara.
“Esse projeto que a Casa Cairbar inicia certamente se tornará referência em residência terapêutica pelo modo como foi pensado e está sendo implantado”, elogiou o prefeito.
O próximo passo é credenciar a residência terapêutica junto ao Sistema Único de Saúde (SUS) para que os repasses possam ser destinados ao programa.
“Agora, vamos em busca de credenciar a residência terapêutica para que o repasse de custeio chegue até a instituição. Este projeto é a solução para a Casa Cairbar, para o financiamento da saúde mental”, argumentou Marcelo.
Para o promotor da Saúde, Álvaro André Cruz Jr., a residência terapêutica é um ato de amor aos pacientes. “A Casa Cairbar tomou a frente neste projeto, mas vai depender do SUS, Estado e Município para dar continuidade ao trabalho”, disse o promotor.
O diretor técnico da DRS 3, Antônio Martins, explicou que o governo do Estado incentiva com respaldo financeiro a criação de uma comissão de desinstitucionalização e se propõe a ajudar também no custeio da residência. “A residência terapêutica dá autonomia às pessoas e nós precisamos respeitá-las”, disse.
Após o ato, todos foram convidados a conhecer a casa e interagir com os moradores.
Também prestigiaram a solenidade o presidente do Conselho Municipal da Saúde, Benedito Sergio de Carvalho; a presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Saúde, Claudete Defavare; colaboradores da Casa Cairbar; funcionários da instituição e da Prefeitura.

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

Publicidade

Publicidade

Arquivos