Selecione a página

Carreta atende mulheres com exames de prevenção a câncer de mama

Projeto ‘Marque Esse Gol – O Futebol Contra o Câncer de Mama’ esteve durante esta quinta-feira (25) em frente ao Estádio da Fonte Luminosa, em parceria entre Prefeitura, Ferroviária, Federação Paulista de Futebol e grupos de apoio

Carreta atende mulheres com exames de prevenção a câncer de mama

A campanha “Marque Esse Gol – O Futebol Contra o Câncer de Mama” realizou atendimento médico a 61 mulheres durante toda esta quinta-feira (25), em frente ao Estádio da Fonte Luminosa, na carreta utilizada pelo projeto.

A ação é uma parceria entre a Prefeitura de Araraquara, a Ferroviária, a Federação Paulista de Futebol e os grupos de apoio Américas Amigas e Meninas de Peito. O prefeito Edinho acompanhou o trabalho, que também contou com orientação de estudantes da Uniara (Universidade de Araraquara) e do Centro Paula Souza.

Ao todo, 352 mulheres se inscreveram pelo site do projeto, mas, devido à capacidade de atendimento, 61 foram chamadas para a consulta médica, mamografia e exames complementares. As mulheres que não foram chamadas serão encaminhadas à rede municipal de saúde para o atendimento.

“Dentro do Outubro Rosa, essa ação amplia a conscientização sobre os riscos do câncer de mama, formas de prevenção, entre outras informações essenciais. Parabéns a todos que trabalharam na organização desse projeto”, afirma o prefeito.

Para a secretária de Saúde, Eliana Honain, a adesão das mulheres de Araraquara foi grande. “Houve uma grande procura. Foi um dia de marco para sensibilizar as mulheres para esse exame importantíssimo de prevenção ao câncer de mama. A primeira causa de mortalidade entre as mulheres em idade fértil é o câncer de mama. Ele é totalmente curável quando diagnosticado precocemente”, analisa.

Natali de Araújo integra o grupo Meninas de Peito, que existe desde 2011 e realiza o “Marque Esse Gol” há quatro anos (três deles com apoio da Federação Paulista de Futebol”). Ela destaca que o reforço na conscientização é sempre necessário.

“A gente conhece mulheres que nunca fizeram mamografia em mais de 60 anos, mulheres jovens que têm algum nódulo, mulheres que nem sabiam o que era uma mamografia. Tem muitas mulheres, ainda, que acabam não se conectando tanto e não recebem informações”, informa Natali.

Quem utilizou o atendimento aprovou. “Achei fantástico. É um atendimento que responde ao que a gente procura. Isso deveria ser feito para outros tipos de doença também. Entre a triagem, apresentação de documentos, exame e resultado, levou de 20 a 30 minutos”, afirma a aposentada Aparecida Antonia Barroso, de 66 anos, que mora na Vila Xavier.

Para Jane Cristina Colleone, podóloga de 43 anos, essas ações poderiam ser mais frequentes. “Achei o máximo, maravilhoso. Só tinha visto isso em filme. É muito importante as pessoas se conscientizarem. Tem gente que nunca fez uma mamografia”, lembra a moradora do Jardim Santa Clara.

Além de Araraquara, o projeto passou, neste mês, pelos estádios de Santos, Guarani, Ponte Preta e Botafogo (Ribeirão Preto).

Em seu terceiro ano, o “Marque Esse Gol” realizou mais de 1.600 mamografias e teve como resultado a detecção e diagnóstico de oito casos de câncer de mama que foram encaminhados para tratamento.

Prevenção
A detecção precoce do câncer de mama pode salvar vidas, sendo que o autoexame, aquele feito pela própria mulher, é o método mais eficaz de prevenção.

Segundo o Ministério da Saúde, o câncer de mama é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do câncer de pele não melanoma. O câncer de mama responde, atualmente, por 28% dos casos novos a cada ano.

Relativamente raro antes dos 35 anos, sua incidência cresce progressivamente acima desta idade, especialmente após os 50 anos. Para o ano de 2018, foram estimados 59.700 novos casos de câncer de mama no Brasil.

Os principais fatores de risco relacionados ao desenvolvimento do câncer de mama são: falta de atividade física, tabagismo, má alimentação, peso corporal acima do indicado, fatores ocupacionais, bebidas alcoólicas, exposição solar, radiações e medicamentos.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade