Selecione a página

Biometria passará a ser obrigatória a partir das eleições de 2020

Biometria passará a ser obrigatória  a partir das eleições de 2020

Adriel Manente

A cada dois anos – contando eleições presidenciais e municipais – os brasileiros vão as urnas exercer o seu direito à democracia. Nas próximas eleições, que acontecem em 2020 para eleger novos prefeitos e vereadores, uma novidade será lançada. A biometria, tecnologia para confirmação de identidade dos eleitores por meio das impressões digitais, será obrigatória a todas as pessoas. A revisão biométrica obrigatória iniciará no dia 04 de fevereiro de 2019. Todos os eleitores que ainda não o fizeram deverão realizar o cadastro biométrico e comprovar seu domicílio eleitoral, inclusive os maiores de 70 anos, sob pena de cancelamento do título de eleitor.

Os eleitores que já fizeram a biometria, não precisarão repetir o cadastramento e não precisarão comparecer aos locais de atendimento, a não ser que haja alguma alteração de dados. Os pontos de atendimento biométrico ainda serão divulgados posteriormente através de campanhas.

Como funciona a biometria?
Acoplado à urna eletrônica, o leitor biométrico confirma a identidade de cada pessoa por meio das impressões digitais, armazenadas em um banco de dados da Justiça Eleitoral e transferidas para as urnas eletrônicas. Assim sendo, servirá para melhor identificar o eleitor no momento da votação.

Segundo Clayde do Carmo Silva Zanin, chefe do cartório da 13ª zona eleitoral de Araraquara, até o momento, a cidade possui 166.810 eleitores aptos, porém muitos ainda precisam passar pelo novo procedimento. “A última estatística que temos é de novembro de 2018. Na época, Araraquara possuía 166.436 eleitores aptos, sendo que apenas 52.440 realizaram o cadastramento biométrico”, informa. Portanto, mais de 100 mil araraquarenses ainda precisam fazer a biometria.

E como fazer o cadastramento?

De acordo com a responsável, o atendimento é rápido, cerca de 15 minutos. “A partir de 04 de fevereiro de 2019, os eleitores deverão comparecer ao ponto de atendimento biométrico portando comprovante de endereço e os documentos de identificação. Pedimos para que os cidadãos façam o quanto antes [o cadastro] para evitar espera em grandes filas, como ocorre no final do alistamento”, ressalta.

Para finalizar, a chefe do cartório esclarece as dúvidas de quem já fez o procedimento e não se lembra. “O título de eleitor de quem fez a biometria tem impresso, no canto superior direito do documento, “Identificação biométrica”, conclui Clayde.

Últimos Vídeos

Carregando...

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade