Selecione a página

Balança comercial de Araraquara apresenta crescimento de 9,8% em 2018 em relação ao ano anterior

O município ocupa o 13º lugar entre os maiores exportadores do Estado

Balança comercial de Araraquara apresenta crescimento de 9,8% em 2018 em relação ao ano anterior

A balança comercial de Araraquara fechou o ano de 2018 com superávit de US$ 832,1 milhões, um saldo de crescimento equivalente a 9,79% em relação a 2017. Segundo levantamento do núcleo de economia do Sindicato do Comércio Varejista de Araraquara (Sincomercio), as exportações alcançaram US$ 889,6 milhões e colocou a cidade em 13º lugar no ranking paulista dos municípios que mais exportaram em 2018. Em contrapartida, as importações sofreram queda de 57,01% no mesmo período, totalizando US$ 57,5 milhões. Essa mesma tendência também foi observada na comparação entre 2017/2016, quando as importações registraram queda de 28,5%.

 

Variação Anual – Exportação, Importação e Saldo:

Fonte: Secex/Midic Elaboração: Sincomércio

 

            Délis Magalhães, economista do Sincomercio, explica que duas categorias de produtos registraram alta nas exportações: os sumos de frutas com 71% do total e os óleos essenciais, com 15%. Além deles, os produtos mais exportados em 2018 foram as matérias e desperdícios vegetais (3,5%), açúcares de cana, beterraba e sacarose (2,8%) e álcoois etílicos e aguardentes (2,2%).  Já os destinos das exportações não sofreram grandes alterações. Holanda (43%), Estados Unidos (27%) e China (7,6%) mantiveram-se como os três principais, seguidos por Japão (3,4%), Coreia do Sul (2,8%) e Índia (1,9%), que anteriormente ocupava a terceira posição e agora está em quinto lugar.

Em contrapartida, as importações no setor de bens de capital, em relação a 2017, se mantiveram estáveis, com destaque para máquinas e equipamentos para agricultura e também para o setor têxtil. Por outro lado, algumas categorias que tiveram grande relevância na quantidade importada em 2017 sofreram fortes quedas em 2018, como os veículos para vias férreas e os filés de peixe, que apresentaram uma variação negativa de 94,9% e 73,9%, respectivamente.

Por um lado, uma queda nas importações eleva o saldo final da balança comercial, situação que pode ser considerada vantajosa para o município. No entanto, é importante examinar quais categorias sofreram essas reduções, uma vez que a queda no setor de bens de capital pode representar, na realidade, uma diminuição da atividade econômica, causada pela contração dos investimentos por parte do empresariado local.

 

Variação Mensal – Saldo da balança comercial (2017/2018):

Fonte: Secex/Midic Elaboração: Sincomércio

 

            De acordo com a economista, a análise mensal da balança comercial de Araraquara demonstra que o aumento observado no saldo final de 2018 está atrelado ao bom desempenho registrado durante o primeiro semestre do ano, o qual não foi sustentado durante o segundo semestre. O pior resultado foi em dezembro, com um saldo aproximadamente 44% menor em relação a igual período de 2017.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade