Select Page

Araraquara tem manifestação contra Bolsonaro no Centro



Nesse sábado (20), simpatizantes de Haddad organizaram atos em todo país. Hoje, manifestações contra o PT devem tomar as ruas Da redação A uma semana do segundo turno das eleições, movimentos políticos e de ativistas preparam uma série de manifestações em todo país. Neste fim de semana serão realizados protestos em defesa e com críticas […]

Araraquara tem manifestação  contra Bolsonaro no Centro

Nesse sábado (20), simpatizantes de Haddad organizaram atos em todo país. Hoje, manifestações contra o PT devem tomar as ruas

Da redação

A uma semana do segundo turno das eleições, movimentos políticos e de ativistas preparam uma série de manifestações em todo país. Neste fim de semana serão realizados protestos em defesa e com críticas aos dois

candidatos à Presidência da República – Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT).

Em Araraquara, na tarde desse sábado (20), cerca de 400 pessoas participaram do protesto a favor da candidatura de Fernando Haddad (PT) e contra Jair Bolsonaro, na região central da cidade. A manifestação pacífica teve início com uma concentração nas escadarias da Igreja de Santa Cruz e depois percorreu os corredores comerciais até a Prefeitura, de onde retornaram para a Praça Santa Cruz.

Os manifestantes, na sua maioria mulheres, entoaram palavras de ordem contra o machismo, a homofobia e o racismo, além de protestarem contra uma possível volta de uma ditadura militar ao país. O candidato do PSL, Jair Messias Bolsonaro, foi criticado pelos manifestantes que pediam um país com menos mortes de pessoas LGBT’s, mais direitos e contra a tortura de qualquer espécie.

“A vida de um travesti importa sim. Só no ano passado morreram 447 homossexuais no Brasil, que é o país que mais mata esse público. Nenhuma forma de vida merece a tortura. Queremos a liberdade de expressão em qualquer etnia”, falou um defensor do público LGBT.

“Trabalhei e vivi na época da ditadura militar no Brasil e sei como era difícil a vida das pessoas de bem. Por mais que meu pai trabalhasse, não tinha como sustentar seus filhos dignamente. Estava lá e vi que a corrupção que existia assim como existe hoje entre os políticos. Ditadura nunca mais. Vamos lutar até a morte”, conclamou um manifestante.

Ontem, também estavam previstas manifestações em todos os estados contra o fascismo e a favor da democracia, pelos direitos humanos e em defesa da liberdade de expressão.

Movimentos de mulheres de distintos segmentos, entre eles Mulheres Unidas contra Bolsonaro, utilizaram as redes sociais para divulgação dos protestos.

Nos convites para as manifestações, críticas às propostas apresentadas pelo candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, e referências positivas ao candidato do PT ao Palácio do Planalto, Fernando Haddad.

No site do PT, o partido chama os protestos de “manifestação da virada”.

Para este domingo (21) estão programadas manifestações em todo país contra o comunismo e o retorno do PT, entre os organizadores do Movimento Brasil Livre (MBL).

Em vídeos, divulgados nas redes sociais, apoiadores convidam para os protestos e, ao final, aparece Bolsonaro com seu slogan: “Brasil acima de tudo e Deus acima de todos”.

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

Publicidade

Arquivos