Selecione a página

Araraquara tem mais pretendentes do que crianças para serem adotadas

Em muitos casos, a demora para adotar se reflete no perfil exigido de quem fez essa opção

Célia Pires

Dados do Cadastro Nacional de Adoção (CNA), apontam que no Brasil existem 26.138 pretendentes aptos para adotar, enquanto que 4.364 crianças e adolescentes estão disponíveis – seja porque foram destituídos do convívio familiar, seja por terem sido entregue pelos pais ou, ainda, por serem órfãos.
Em entrevista ao jornal O Imparcial, a assistente social da Vara da Infância e Juventude, Débora Viviani, falou sobre como funciona o processo de adoção em Araraquara.
De acordo com ela, embora não tenha sido feito recentemente nenhum levantamento estatístico, existem mais casais interessados em adotar do que crianças para serem adotadas.
A assistente social explica que as idades das crianças para adoção variam de 0 a 18 anos, e que são provenientes de famílias que foram destituídas do poder familiar.
Mas mesmo tendo mais pretendentes do que crianças para serem adotadas, o perfil de preferência acaba dificultando a adoção, como a idade, pois muitos casais preferem recém-nascidos. “A cor também é um outro quesito, pois a maioria quer que a criança seja de cor branca, e até mesmo o sexo da criança conta na hora de adotar”.
Débora conta que o primeiro passo para adoção, que é irrevogável, ou seja, não se pode devolver a criança, é procurar pela Vara da Infância e Juventude, onde o(s) interessado(s) deverão preencher uma ficha. A partir daí serão entrevistas, apresentação dos documentos necessários, visitas, avaliações social e psicológica até chegar a sentença do juiz autorizando o processo de adoção.
Ela ressalta que desde 3 de agosto de 2009 foi implantada uma nova lei que determina que é obrigatório a realização de um curso preparatório para adoção. “O curso tem a duração de 4 semanas e ao final a pessoa recebe um certificado de conclusão para habilitação à adoção. O curso serve para dar as primeiras noções sobre adoção, para sanar as dúvidas mais freqüentes, pois geralmente as pessoas chegam desorientados sobre como funciona todo o processo de habilitação”.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade