Selecione a página

Araraquara está chegando perto de recorde histórico com 6. 477 casos confirmados de dengue

Números oficiais da Prefeitura mostram situação alarmante que faz a cidade ser a segunda mais infectada do Estado

Araraquara está chegando perto de recorde histórico com 6. 477 casos confirmados de dengue

Adriel Manente

Mesmo com a chuva sendo mais escassa nesse começo de outono, a epidemia de dengue que assola a cidade não para. Segundo dados recebidos nesta segunda-feira (08) pela Prefeitura, através da sua vigilância epidemiológica, Araraquara possui, neste momento, 6477 casos confirmados da doença. 888 a mais que na última atualização, que apontava 5.589 confirmações, na segunda-feira passada (1º). Uma média de 60 casos por dia durante o ano, que ainda não completou 100 dias. Além destes, há outros 978 casos que foram descartados. Vale lembrar que esses são números oficiais divulgados pela Secretaria de Saúde da cidade, que engloba tanto os hospitais públicos quanto particulares, embora haja a sensação de que o número de pessoas infectadas seja bem maior que esse. A expectativa, porém, é que esse número de casos por semana só venha a abaixar no 2º semestre. A situação caótica vivida pela cidade a torna a 2ªa colocada em casos de dengue em todo o Estado, com números bem mais expressivos que Campinas, Ribeirão Preto e São Paulo, que são cidades extremamente mais populosas. Atualmente, a Morada do Sol fica somente atrás de Bauru no ranking da dengue, que tem mais de 10 mil casos. Recorde da cidade é 9.784, será que passa?

Epidemias pela Região
Com pouco mais de 10 mil habitantes, a cidade de Rincão, há pouco mais de 30 km de Araraquara, também vive sua epidemia de dengue. De acordo com o último levantamento, o município vizinho da Morada do Sol já contava com 217 casos confirmados e outros 98 sob investigação, podendo alavancar o número. Outra situação grave é a vivida em Matão. Destino comum entre os araraquarenses, a cidade tem até agora 342 casos da doença. Outra cidade com muitos problemas com as picadas do Aedes Aegypti é Américo Brasiliense. Até agora, com 105 confirmações, a cidade do lado de Araraquara já teve inclusive uma morte.

Mortes
Até agora 6 mortes confirmadas na região. 5 delas em Araraquara. Três mulheres, uma de 28, outra de 33 e uma de 66 anos e dois homens idosos, um de 83 e um de 85 anos. Além disso, ainda restam outras duas mortes a serem confirmadas por dengue em Araraquara. Elas aguardam confirmação do Serviço de Verificação de Óbitos (SVO). Por fim, na semana passada foi confirmada a dengue hemorrágica como causa da morte de um homem de 47 anos em Américo Brasiliense.

Ações
Nebulizações; Mutirões; Fumacês; Ações com Drones; Multas altas para quem descartar lixo irregularmente; Novos Agentes Contratados. Todas essas são medidas tomadas pela Prefeitura a fim de inviabilizar a proliferação da dengue. Além disso, a cidade conta com dois “dengários” em funcionamento, que são polos especializados para atendimento de pacientes com a doença. Há também as UPA’s para casos mais graves e postos de saúde, como por exemplo o do Iguatemi e o do Selmi Dei, que estão com horários estendidos. Porém, tudo tem se tornado ineficaz a medida que a população não tem colaborado. Não são poucos os casos onde terrenos, após serem limpos, é encontrado lixo a poucas horas depois. Ou, onde caminhões passam e retiram várias toneladas de entulho de uma única casa. Segundo a Secretaria de Saúde, 80% dos criadouros do mosquito estão dentro das casas, por isso é tão importante a colaboração de todos. Vale ressaltar que o bairro da Vila Xavier concentra, segundo estatísticas, mais de 50% dos casos de dengue de Araraquara.

Denúncias
A população também pode denunciar imóveis abandonados e com possíveis criadouros pelo telefone da Ouvidoria da Vigilância Epidemiológica, no 0800-7740440, ou por meio do WhatsApp da Prefeitura: (16) 99760-1190.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade