Selecione a página

Araraquara com quase 4 mil casos de dengue; Surto é o 2º maior do Estado de SP

Araraquara com quase 4 mil casos de dengue; Surto é o 2º maior do Estado de SP

Adriel Manente

O drama continua em Araraquara. A guerra contra a dengue vem fazendo novas baixas a cada semana. A Prefeitura de Araraquara, através da Vigilância Epidemiológica e de seu Controle de Vetores, emitiu a mais nova atualização da situação da doença na cidade. A cidade tem agora 3. 824 casos confirmados da patologia. 1.034 a mais que na última semana, quando os dados apontavam 2.790 casos. De acordo com o órgão municipal, o crescimento acima da média registrada nas últimas semana se deu, porque houve uma força tarefa no sábado (16) e domingo (17) para agilizar a contagem das fichas de pacientes suspeitos que aguardavam conclusão. Com 3 mortes confirmadas e outras 4 ainda sob investigação, surto na cidade é o segundo pior do Estado de São Paulo inteiro, só ficando atrás de Bauru, que com 4,8 mil casos e 10 mortes confirmadas pela doença, já decretou estado de emergência.

Mortes

A jovem Priscila Jung foi a primeira vítima fatal da doença

A jovem Priscila Jung, a secretária Ângela Maria, de 66 anos e um idoso de 83 anos, essas são até o momento as mortes confirmadas. Outros quatro óbitos ainda estão sob investigação e aguardam laudo da perícia do Serviço de Verificação de Óbitos (SVO) da cidade.

Ações de nebulização têm sido feitas periodicamente na cidade

E a Prefeitura?

Para a “guerra” contra o mosquito Aedes Aegypti, a Prefeitura tem tomado uma série de medidas para amenizar os efeitos da doença e eliminar possíveis criadouros na cidade:

Atendimento Especializado

Dengário atende no CEAR

A Prefeitura mantém dois polos de atendimento à Dengue na Cidade. Os “Dengários”, como são chamados, ficam abertos todos os dias, das 07h às 20h, inclusive finais de semana e feriados. Há uma unidade no Centro de Eventos de Araraquara (CEAR), próximo ao Gigantão. A outra unidade fica no Centro, na rua Voluntários da Pátria (5), próximo a Santa Casa. É importante lembrar que a orientação é que, pacientes com os sintomas da dengue, não procurem as UPAS. E sim diretamente os dengários, onde o atendimento é especializado.

E também no Centro

Combate

Já para combater a procriação do mosquito, que também é vetor dos vírus da Zika e da Chikungunya, uma série de medidas, que incluem nebulização nos bairros, fumacês, e mutirões por toda a cidade, que visam encontrar criadouros nas residências. Foram criadas também multas, que variam de R$ 300 à 22 mil para quem mantiver focos do mosquito em suas propriedades, casa ou indústrias. Recentemente, outras ações chamaram a atenção. A primeira quanto à posse do antigo prédio abandonado da NovaMoto no Melhado, tido como um grande criadouro de dengue. Outra, diz respeito

80% dos criadouros estão em casa

à “invasão” do Prefeito no prédio do antigo Shopping Tropical, para vistoria do local.

Por fim, a Prefeitura divulgou o resultado do processo seletivo para agentes que vão fazer o combate à Dengue. São 500 vagas disponibilizadas para os trabalhadores, que ficarão responsáveis para ajudar na guerra contra o mosquito.

Importância da população

É importante destacar também o papel da população. Em comunicado feito pela Prefeitura, a entidade informou que cerca de 80% dos criadouros do mosquito estão nas residências. Então, é importante lembrar o quanto é essencial não jogar lixo nas ruas, não deixar agua parada, conferir calhas, pneus e vasos de plantas. Faça a sua parte você também.

Últimos Vídeos

Carregando...

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade