Select Page

Araraquara abre vacinação contra sarampo e poliomielite



Com os dias “D” neste sábado (4) e no próximo dia 18, campanha vai até 31 de agosto

Araraquara abre vacinação contra  sarampo e poliomielite

A partir deste sábado (4) e até 31 de agosto, Araraquara realizará a campanha nacional de vacinação contra o sarampo e a poliomielite, focada, principalmente, em crianças de um a quatro anos de idade. Os dias “D” da campanha ocorrem neste dia 4 e no sábado dia 18, das 8h às 17h.

A enfermeira da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde, Mariana Câmara, reitera a importância da vacina, que é, segundo diz, extremamente segura. De segunda sexta-feira, as doses serão aplicadas na rede pública, das 7h30 às 15h30.

De acordo com Mariana, a transmissão do sarampo se dá por via respiratória. Com a pessoa contaminada conversando, espirrando ou tossindo, o vírus, que sobrevive por cerca de duas horas em superfícies, se propaga rapidamente.

Um dos sintomas do sarampo é o surgimento de manchas vermelhas no rosto e pelo corpo. Diferentemente de outras doenças, como dengue e catapora, essas manchas não provocam coceiras, mas causam febre alta, coriza, tosse e conjuntivite.

 “Como consequência, o sarampo pode provocar encefalite, inflamação dos ouvidos,  pneumonia e fortes diarréias, causando desidratação e, em casos mais, graves, até provocar a morte”, enfatiza Mariana Câmara. Em gestantes, o sarampo pode provocar aborto, parto prematuro ou má formação do feto.

Programação

Conforme o calendário do Ministério da Saúde (MS), devem tomar a primeira dose contra o sarampo todos os bebês de um ano de vida, com um reforço, ou a segunda dose, após três meses, junto com a vacina contra a varicela.

Em relação aos adultos, é preciso checar pela carteirinha de vacinação se até os 29 anos de idade a pessoa recebeu as duas doses da vacina tríplice viral, que incluí a do sarampo.

Quem tem entre 30 e 49 anos deve ter tomado, no mínimo, uma dose da vacina e somente a partir dos 50 anos ela não é mais necessária, segundo o MS.

As contra-indicações incluem gestantes, ou pessoas com alguma imunodeficiência.

A enfermeira Mariana Câmara também reitera que a vacina é extremamente segura e protege as pessoas imunizadas em até 99%.

A campanha nacional de vacinação também é realizada pelo Sesa – Serviço Especial de Saúde de Araraquara

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

Publicidade

Arquivos