Selecione a página

Paleontólogo que revelou pegadas de dinossauros visita Araraquara

Padre Giuseppe Leonardi, que esteve na cidade em 1989, é responsável pela pesquisa sobre o sítio paleontológico de Araraquara 


Araraquara prepara-se para a visita de um ilustre personagem de sua história: o padre e paleontólogo italiano Giuseppe Leonardi, responsável pela pesquisa sobre o sítio paleontológico de Araraquara. O paleontólogo estará em Araraquara nos próximos dias 18 e 19 de junho, e será recebido pelo prefeito Marcelo Barbieri e pelo vice Coca Ferraz.

A convite da Prefeitura de Araraquara e da UFSCar – Universidade Federal de São Carlos, com o apoio do Atacadão da Construção e a parceria do Arco Hotel, Giuseppe Leonardi será homenageado com seu nome em uma sala do MAPA (Museu da Arqueologia e Paleontologia de Araraquara) e também vai receber o título de Cidadão araraquarense pela Câmara Municipal.

Naturalizado brasileiro, a última vez que Giuseppe esteve em Araraquara foi em 1989. Conhecido por revelar as pegadas dos dinossauros nos arenitos da cidade, Giuseppeviveu no Brasil de 1974 a 1989 e, atualmente, vive como missionário na República Democrática do Congo, em Kinshasa, dedicando-se às crianças carentes.

Em Araraquara, Giuseppe realizou o levantamento do calçamento da cidade. Neste processo, retirou pedras para as coleções do Departamento Nacional da Produção Mineral e, por meio de sua pesquisa, soube-se que Araraquara possui o maior afloramento urbano do mundo, o que significa a maior exposição de uma rocha na superfície da Terra.

Vale destacar que as calçadas da área central de Araraquara possuem evidências da existência de mamíferos e de outros dinossauros maiores do período jurássico e cretáceo no Brasil, há cerca de 140 milhões de anos. As pegadas podem ser encontradas em placas de arenito usadas nas calçadas da cidade, especialmente no Museu a Céu Aberto, na Rua 5.

Segundo a história da paleontologia da região, em 1976, com uma forte dor de dente, Giuseppe Leonardi parou em Araraquara e, ao passear pela cidade, ele descobriu centenas de pegadas de dinossauros e se entusiasmou com a abundante fauna fóssil. O resultado: o padre voltou para Araraquara muitas outras vezes e passou a estudar o caso.

Giuseppe –Professor e pesquisador, este cientista de renome internacional é especialista em:pegadas fósseis de tetrápodes, comportamento e sociologia dos dinossauros,pterossauros (pterodactilos) ecervos fósseis. O paleontólogo é doutor em Ciências Naturais, com discussão e publicação da tese em paleontologia dos vertebrados (mamíferos pleistocênicos) na Universidade La Sapienza, de Roma.

O cientista realizou aproximadamente 90 expedições na América do Sul, da Patagônia à Amazônia, entre elas 32 na bacia do Rio do Peixe, na Paraíba, onde passou mais de um ano inteiro no campo. Em Araraquara e arredores, foram 12 expedições, além de várias outras pela Austrália, África, Europa, América do Norte e Central, e Oriente Médio.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade