Select Page

Nanoarte é destaque



Grupo da região participa de exposição em Nova York

OInstituto Nacional de Ciências dos Materiais em Nanotecnologia (INCTMN), de São Carlos, participou da exposição Nanoarte 2013, em Nova York, Estados Unidos. Foram expostas 20 imagens de Nanoarte elaboradas pelos pesquisadores e técnicos do INCTMN/CMDMC, Daniela Caceta, Rorivaldo Camargo, Ricardo Tranquilin e Enio Longo.
O concurso reuniu 107 imagens de 33 participantes oriundos dos EUA, Brasil, Alemanha, Canadá, Itália, Romênia, Holanda, Eslovênia, Austrália, Russia, Japão e México. As imagens ‘Sparkies’ e ‘The Party’ de Daniela Caceta, ficaram em 10º lugar. A equipe brasileira expôs 16 imagens, com a participação de Ricardo Tranquilim, Enio Longo e Rorivaldo Camargo.
Os demais ganhadores foram: Bill Smyth (USA), Ioannis Michaloudis (Australia), Jonathon Keats (USA), Galina Strukova (Russia), Jonathan P. Hill (Japan), MIrela Suchea and I. V. Tudose (Romania), Sheri Neva (USA), David Hylton (USA) e Dolores Glover Kaufman (USA).
O INCTMN/CMDMC tem como foco principal o de gerar conhecimento por meio de estudos básicos em síntese, caracterização e processamento de materiais cerâmicos nanométricos e também aplicar tal conhecimento no desenvolvimento de cerâmicas eletrônicas de alto desempenho, incluindo dispositivos baseados em filmes finos. Esse conhecimento será gerado em diferentes instituições, desde o sul até o nordeste do país. Isso tornará o conhecimento descentralizado e difundido, o que poderá gerar benefícios sociais e econômicos em diferentes regiões do país.

Nanoarte
A Nanoarte é uma expressão artística recente, oriunda da nanotecnologia. Os materiais foram sintetizados nos laboratório mais importantes do mundo e na análise morfológica destes materiais, deu origem a morfologias inéditas e artísticas produzidas pela natureza. Estas morfologias foram transformadas em imagens num mundo surrealista. Pode-se dizer que a natureza morta transcende ao imaginário. Este processo é obtido pelos artesãos de laboratório que usam sua habilidade computacional para dar vida e vigor a estas morfologias. Estes materiais foram obtidos em nanoescala, isto é, com dimensão menor que 100 nm que foram obtidas por intermédio de microscópios eletrônicos de alta precisão. O jornal americano The New York Times publicou matéria sobre a exposição, demonstrando a valorização internacional da Nanoarte.
Nanoarte é uma disciplina que pode estar localizada em uma área de investigação em que convergem arte, ciência e tecnologia. Os resultados obtidos com as nanoestruturas deram origem à Nanoarte, que foi criada pelos cientistas, por meio de produtos químicos e/ou processos físicos, que podem ser visualizadas a partir de ferramentas poderosas como a microscopia de força atômica.
Veja a exposição online no link:http://nanoart21.org/nanoart-exhibitions/

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

Publicidade

Arquivos