Select Page

Gestus apresenta três obras no Festival Internacional Dança Ponto Com



A diretora Gilsamara Moura e seus bailarinos são as atrações dos dias 20 e 22 de maio, com a apresentação de três espetáculos do repertório do Gestus

Microdanças - Grupo GestusO Grupo Gestus (Araraquara-SP) é um dos convidados do Festival Internacional Dança Ponto Com, realizado em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. A diretora Gilsamara Moura e seus bailarinos são as atrações dos dias 20 e 22 de maio, com a apresentação de três espetáculos do repertório do Gestus.

No dia 20, o grupo apresenta “Sobre Todos Nós”, e depois participa de um bate-papo junto com a criadora-intérprete carioca Cláudia Muller – as atividades acontecem às 19 horas, no Teatro Renascença. Já no dia 22, “Viral” e “Microdanças que se desfazem…” encerram a programação do festival, às 19 horas, na Sala Álvaro Moreira. Os ingressos são gratuitos.

O grupo segue sob o patrocínio da Lupo. Criado em 1990 por bailarinos que buscavam alcançar um novo padrão de ensino dessa forma de arte, é liderado desde sua origem pela coreógrafa Gilsamara Moura – doutora em Comunicação e Semiótica – Artes pela PUC/SP e Professora da Universidade Federal da Bahia. O Grupo Gestus completou, no final do ano passado, 20 anos de existência, repleta de experimentos cênicos e espetáculos premiados e agraciados por público e crítica.

“O patrocínio, via Lei Rouanet, da Lupo é demonstração de uma sensibilidade empresarial de investir e valorizar um grupo da própria cidade onde possui sua indústria. A participação no Dança Ponto Com é muito bem vinda ao Gestus, que nunca dançou na capital do Rio Grande do Sul.”

“Sobre Todos Nós”, a primeira peça a ser encenada durante o Festival pelo grupo, retrata o cotidiano de 16 crianças distintas, revivendo o tempo-espaço de maneira transformada e associando aquilo que as crianças de hoje têm em comum: sonhos, desejos, carências. Dezesseis crianças inspiraram este processo de criação, dezesseis crianças que falam “sobre todos nós”.

No dia 22, “Viral” analisa os labirintos da mente, questionando as possibilidades da memória humana, da lembrança e da propagação de informações de pessoa para pessoa. A obra aborda processos mnemônicos. Como aquilo que replicamos de outra pessoa, aquilo que lembramos, reproduzimos e transformamos é lembrado? O espetáculo reúne questões que atravessam a cena e se evidenciam na construção coreográfica.

Já “Microdanças que se desfazem…” é inspirado na obra “O olho e o cérebro – Biofilosofia da Percepção Visual”, do francês Philippe Meyer. Na montagem, a bailarina solista provoca os espectadores com textos sobre percepção. Ela mostra que, bem como o tempo, a dança também se desfaz e se refaz.

Para Gilsamara, os espetáculos que serão levados a Porto Alegre, vão ao encontro das propostas do Festival Dança Ponto Com, que é a de estabelecer não apenas um ponto, mas múltiplos pontos de comunicação na produção de dança hoje.

“Nestes 20 anos do Grupo Gestus, valorizamos a diversidade, trabalhamos com bailarinos advindos de diferentes escolas e formações e outros que se formaram no núcleo Gestus. Hoje, temos uma equipe de 15 pessoas participando da comunicação, produção e direção e toda esta trajetória sempre foi pautada na militância pela dança como área do conhecimento e como profissão. Temos orgulho de nossa história que inclui também agora o projeto social Gestus Cidadãos, com mais uma equipe de 20 pessoas atuando na formação de 120 crianças e jovens.”

De acordo com o curador do Festival, Airton Tomazzoni, esta programação da segunda edição do Festival Internacional Dança Ponto Com foi pautada pela possibilidade de reunir artistas nacionais e internacionais. A idéia é possibilitar um painel diversificado da produção contemporânea de dança, especialmente na riqueza de pesquisas e procedimentos de investigação e criação no território das artes para além das fronteiras rígidas. “É desta forma que buscamos aproximar criadores, pesquisadores, acadêmicos, fazedores, pensadores, estudantes, provocadores, dispostos a dialogar, trocar, verse, ouvir-se, perceber-se”.

Vale destacar que o Festival Internacional Dança Ponto Com conta com a participação de Andrée Martin, Doutora em Artes e Ciências da Arte pela Universidade de Paris 1 (Sorbonne) e mestre em dança pela Universidade de Paris IV. Jornalista especializada em dança, roteirista e cineasta, Andrée Martin também desenvolve pesquisas tematizando a arte nos seus aspectos tranversais, particularmente aqueles relacionados com a dança, artes visuais e o cinema.

Mais informações sobre o Grupo Gestus podem ser obtidas no site: www.gestus.com.br.

SERVIÇO:
Festival Internacional Dança Ponto Com apresenta Grupo Gestus

Dia 20/05: “Sobre Todos Nós”
Horário: 19 horas
Local: Teatro Renascença (Avenida Érico Veríssimo, 307 – Menino Deus)

22/05: “Viral” e “Microdanças que se desfazem…” (encerramento)
Horário: 19 horas
Local: Sala Álvaro Moreira (Avenida Érico Veríssimo, 307 – Menino Deus)
Ingressos gratuitos

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

Publicidade

Publicidade

Arquivos