Select Page

Arte brasileira é destaque em Portugal

Arte brasileira é destaque em Portugal

Atividade expõe trabalhos de artistas brasileiros em cidade portuguesa há quatro anos

Imagine um coletivo que reúna artistas visuais em exposições, residências artísticas e oficinas em Portugal? Pois é, isso é uma realidade e há quatro anos, desde que o artista paulista, radicado em Paraty/RJ, Lauro Monteiro Filho esteve na cidade portuguesa de Torres Vedras, na terrinha, em 2015. Após realizar uma exposição por lá, a convite do arquiteto português André Duarte Baptista, Monteiro apresentou uma proposta à Prefeitura Municipal local de levar artistas brasileiros para uma  série de atividades à cidade, que fica na região de Lisboa.
“A ideia surgiu quando fui realizar uma exposição em Torres Vedras em 2015 e incentivado pela artista Euzania Andrade, fiz a proposta a área de cultura da Câmara (Prefeitura) Municipal de Torres Vedras. Fui recebido pela vereadora da cultura Ana Umbelino, apresentei a proposta e estamos caminhando com o projeto até hoje, no âmbito do programa Arte ao Centro, idealizado pelo arquiteto e ilustrador André Duarte Baptista”, conta Lauro.
O projeto Coletivo Brasil chega em 2018 à sua quarta edição com uma programação de atividades voltadas às artes visuais na cidade portuguesa como exposição coletiva na Paços – Galeria Municipal, exposições individuais e residências artísticas em pesquisa e oficinas de inclusão social pela arte, com artistas brasileiros que viajam com uma bolsa de residência temporária para desenvolver estas atividades culturais.
Neste ano o grupo reúne treze artistas brasileiros que irão mostrar seus trabalhos numa coletiva de arte. “O Coletivo Brasil sempre renova artistas participantes, dando a oportunidade a artistas emergentes ou mesmo aos que já têm uma carreira consolidada, mas que desejam ter uma inserção de seu trabalho na Europa e, hoje, Portugal, é uma importante porta de entrada para a arte brasileira”, comenta Lauro, que além de artista é gestor e produtor cultural, e ainda visa realizar as exposições em outras cidades brasileiras, “isso é uma possibilidade, mas aqui depende de desenvolver parceiros nas várias cidades. Contudo já tenho, de forma embrionária, as cidades de Ribeirão Preto e Franca”, complementa.
Os artistas que participam do Coletivo Brasil pela primeira vez são a maioria dos expositores, como Adriana Amaral, Claudio Westphalen, Décio Soncini, Fabiano Vianna, Maria Soler, Marilda Suzhá, Pedro João Cury, Semiramis Paterno, Thiago Ribeiro e Wisley Luiz. Para as residências estão artistas que já participaram da exposição coletiva, como Atalie Rodrigues Alves, Claudia Colagrande, Ivo Indiano e Domingos Guimarães. Abrangem São Paulo e grande ABC, Araraquara, Ribeirão Preto, Franca, Curitiba e Paraty.
Pintura, fotografia, vídeo, arte em bordado, entre outras linguagens artísticas fazem parte do projeto. O Coletivo Brasil tem início no dia 26 de outubro e vai até o dia 16 de novembro. Para informações sobre a programação, acesse: Coletivo Brasil 2018.

Serviço:
Exposição Coletivo Brasil 2018
De 26/10 à 16/11
(seg. a sab.  das 9h30 às 19h)
Paços – Galeria Municipal de Torres Vedras, Praça do Município s/n.
Torres Vedras – Portugal
+351 261 334 042
@galeriatvedras

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

Publicidade

Arquivos