Selecione a página

CONCEITOS DE UMA CIDADE

Osvaldo Romio Zaniolo

Nestes tempos modernos do segundo milênio, Araraquara é classificada por órgãos técnicos como a melhor cidade para se viver no Brasil. Apesar da realidade percebida somente por todos nós que vivemos o seu dia a dia, existem problemas de toda ordem, como não poderia deixar de ser; todavia, o meu bairrismo pende o fiel da balança em favor de Araraquara.

Estas“mal traçadas linhas”(nossa!), tem o objetivo de lembrar fatos que ficaram na memória muitas vezes esquecidas pelo povo, – que a tem curta – mas que nós temos o máximo prazer em lembrar.

” – Araraquara tem uma administração modelar”.

“- Si tivesse de escolher um recanto do Brasil para descançar, escolheria Araraquara”(sic).

“-No hall do Hotel Municipal desta formosa e culta cidade de Araraquara, tenho a impressão de estar no Rio de Janeiro”.

” – Minha alma se commoveu deante da belleza de Araraquara e de seu amor à arte”(sic).

“- Em Araraquara, deante dos seus encantos, eu senti orgulho do meu Brasil”.

Se frases como estas inflamam o bairrismo de qualquer cidadão simples como eu, imaginem o que fizeram ou que ainda podem provocar nos antigos e nos atuais inquilinos do poder, estiveram eles no Paço ou no Palacete outrora, São Bento.

Como aqui se vasculha a memória, é bom lembrar que estas frases foram feitas em pleno ano da graça de 1.928.

O Prefeito era o Deputado Plínio de Carvalho; Bento de Abreu Sampaio Vidal era o Presidente da Câmara Municipal. Mandavam ainda, e como, o Coronel Antonio de Carvalho Filho, a D. Angelina de Lacerda Carvalho, o Major Dario Alves de Carvalho, Antonio Lourenço Corrêa, todos nomes que estão nas ruas.

No fórum local o Meritíssimo era o Dr. Deocleciano de Seixas, no Ministério Público, também conhecido como “Parquet”, o Dr. Mário de Moura, e na Delegacia de polícia o Dr. Costa Netto, delegado regional e uma das mais conceituadas“auctoridades”,do estado.

Era uma época diferente.

Couto de Magalhães, um brilhante jornalista e notável advogado na capital, foi uma das pessoas que leu estes conceitos de Araraquara. E resolveu conferir. Relato as suas primeiras impressões:

” – Pela primeira vez, e para verificar si realmente merece os calorosos gabos que todos lhe fazem, viajo pelo nocturno da Paulista, desde a capital até Araraquara.

Que agradável surpresa! O comboio encosta-se na plataforma à hora marcada e eu, preliminarmente, trato de percorrer os vários carros dormitórios, muito limpos e muito novos, como si acabassem de sahir das oficinas. E recebo agradabilíssima impressão desse melhoramento que estava longe de imaginar numa estrada brasileira embora se tratasse de uma das nossas primeiras ferrovias…”

E as frases? Ah sim! As frases.

Elas foram proferidas pela ordem, por: Washington Luiz Pereira de Souza, Presidente da República; Epitácio Pessôa, Juiz da Suprema Corte Internacional; Coelho Neto, príncipe dos“escriptores”do Brasil; Guiomar Novaes, a maior pianista do Brasil e a última por Julieta Telles de Meneses, conceituada como a maior cantora brasileira.

Eram tempos diferentes; a cidade possuía um outro perfil. A sociedade era diferente, o mando era diferente. Washington Luiz, apesar de exercer o mais alto cargo político da Nação, não tinha necessidade de agradar as bases eleitorais. Epitácio Pessoa não deve ter tido descanso, pois não veio morar em Araraquara. Guiomar Novaes e Julieta devem realmente ter ficado comovida pelo amor que Araraquara sempre teve para com as artes, chegando a edificar um dos melhores teatros a do país.

Coelho Netto, à meu ver, exagerou um pouquinho, mas ele foi poeta e aos poetas são permitidas extravagâncias, ou as “licenças poéticas”. Aliás, diga-se de passagem, que a idéia da construção do Hotel Municipal de cujo hall ele tinha a impressão de estar no Rio de janeiro, foi sua, aconselhando o Prefeito Plínio a se adiantar na exploração do turismo.

Sobre isto, dizem que o Prefeito reuniu as “forças vivas” da cidade, explicou a idéia, e terminou dizendo, sem mais milongas:“- Vou passar o chapéu; quem estiver de acordo coloque a sua contribuição”.Depois somou o arrecadado e informou:“- Já temos o suficiente para iniciarmos as obras”.E começou a distribuir tarefas, principalmente ao arquiteto Marcondes Machado.

Se fosse hoje,… Meu Deus! Não quero nem pensar.

Visitem o nosso blog; familiazanioloblogspot.com.br

.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade