Selecione a página

Cobra e passarinho

Quem já viu a cobra virar passarinho? Parece que aconteceu com Eike. Agora é preciso colocar aparelho para ele ouvir músicas da floresta. Deixando as brincadeiras de lado, acho o Eike Batista um cara curioso. Em 2006 perguntaram a ele quais eram seus grande inimigos. Ele disse que as multinacionais e o governo. Governo é […]

Graciliano Fonseca

Quem já viu a cobra virar passarinho? Parece que aconteceu com Eike. Agora é preciso colocar aparelho para ele ouvir músicas da floresta. Deixando as brincadeiras de lado, acho o Eike Batista um cara curioso. Em 2006 perguntaram a ele quais eram seus grande inimigos. Ele disse que as multinacionais e o governo. Governo é perigoso em qualquer lugar. Na Russia, depois de fazer um grande investimento, o governo tirou as autorizações para ele explorar petróleo, onde já tinha certeza da existência de gás, e deu para outra empresa, sem qualquer autorização e nem indenização. Na África aconteceu a mesma coisa. Então ele resolveu concentrar tudo no Brasil. Pelo menos aqui existem leis que presumivelmente são cumpridas. Mas aí chegaram os políticos com a manha da propina e o Eike entrou. Ao mesmo tempo começaram a falar que suas descobertas de petróleo não eram consistentes. Ele meio sincero – acho eu – disse que realmente os resultados não o entusiasmavam. Pronto. Virou a bolsa de pernas pro ar. Os investidores saíram às ruas. Em Nova Iorque foi um quiproquó, mas Eike tinha algum nome. Esse negócio de não ser mais milionário até que é bom. Vai tirar muita gente indesejável de sua porta. Se o homem tem agora a 90a. riqueza do mundo, é muito bom. Para ele, sem dúvida. O importante para o mundo capitalista é que o Brasil fez um bilionário, que agora curte a cadeia, e que a lei começa a ser para todos. Aquele negócio de que cadeia é para preto, prostituta e pobre, é coisa do passado.
Que exemplo a nossa Justiça nos dá. Queira Deus que tudo mude!

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade