Selecione a página

Artigo: A sujeira continua

Artigo: A sujeira continua

Por José A C Silva

O presidente Jair Messias Bolsonaro (PSL) continua com o mesmo discurso, apontando a esquerda como um câncer na América Latina, motivado pelas prévias na Argentina que mostram a possível volta dos socialistas. Para que isto não aconteça, a direita tem que mostrar serviço e capacidade dos seus governantes e principalmente honestidade. O que não tem acontecido nos primeiros meses da gestão de Bolsonaro, onde os ministros do supremo e os filhos do presidente estão acima da lei.

Aos poucos, a população vai percebendo as debilidades e os pecados do nosso governante maior. A Bíblia deixa claro que aquele que deseja ser um governante tem que primeiramente governar a sua própria casa – em respeito e testemunho aos que acreditam em Deus e também aos que não acreditam. Saindo do espiritual, a população tanto de esquerda como de direita só vai dar crédito ao atual presidente se, de fato, ele passar a sua casa e os setores do governo a limpo.

Por várias décadas os processos foram engavetados e caducados, através de alguns agentes da Polícia Federal, inconformados com a corrupção no Brasil, foi criada a Operação Lava Jato tendo a frente Sérgio Moro, que abriu as gavetas levando os ladrões do povo para a cadeia. Nesta transição de juiz federal a ministro da Justiça, pedido feito por Bolsonaro, o paladino da Justiça ficou sangrando e sem balas na agulha. Agora, completamente engessado, Moro se recusa a revelar documentos que deu a Bolsonaro sobre laranjas ao jornal Folha de São Paulo. Ao decidir sobre pedido do senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, o presidente do STF mandou paralisar todas as investigações iniciadas a partir de informações do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras). Jair Messias, por ter as suas contas investigadas e da sua família, caso semelhante ao de Gilmar Mendes, quer acabar com a Receita Federal. Ainda para manchar o já manchado com sangue no período da ditadura militar, ele nega as atrocidades cometidas pelos militares a mando da CIA (Agência Central de Inteligência) dos Estados Unidos – sempre enaltecendo o carrasco Brilhante Ustra. Isto, sem falar que Mourão e Bolsonaro querem cargos muito bem remunerados para seus filhos, negando que não estão cometendo nepotismo. Não tem mais como esconder a sujeira debaixo do tapete.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade